Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#54590
Barão de Itararé, um dos criadores do jornalismo alternativo no período da ditadura no país, estava certo ao dizer: "O Brasil é feito por nós, só falta desatar os nós". Nesse sentido, o estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira se apresenta como um dos nós a serem desatados. Nessa perspectiva, seja pela negligência governamental, seja pela falta de incentivo da sociedade, a problemática configura-se como um grave problema que exige resolução urgente.

Em primeira análise, deve-se ressaltar a negligência governamental como influenciador do estigma associado às doenças mentais no Brasil. Desse modo, o descaso estatal com o tratamento precário e o preconceito sobre as doenças mentais, mostra-se um desafio para as pessoas que possuem doenças mentais, já que poucos recursos são destinados pelo Estado para resolver esse impasse. Essa conjuntura, segundo o filosofo Jonh Locke, configura-se como uma violação do "contrato social", visto que o Estado não cumpre sua função de garantir que os cidadãos desfrutem de seus direitos indispensáveis, como a saúde, que infelizmente é a realidade no país.

Ademais, é fundamental apontar a falta de incentivo da sociedade ao governo como impulsionador do problema. Analogamente, segundo o jornalista irlandês George Albert Show: "o progresso é impossível sem mudanças". Nesse sentido, a sociedade deveria cobrar do governo medidas que mitigue o preconceito e a falta de informação, como palestras e investimentos na saúde para melhorar os tratamentos e assim haver mudanças nessas áreas. Logo, é inadmissível que o cenário continue a pendurar.

Torna-se imprescindível, portanto, tomadas de atitudes que mitigue os efeitos do estigma relacionado às doenças mentais no Brasil. Para isso, o Ministério da Saúde -responsável pela proteção e recuperação da saúde no país-, mediante o Ministério da Educação e verbas governamentais, deve disponibilizar profissionais da área para realizar encontros mensais para debater sobre as doenças mentais nas escolas, no intuito de diminuir o preconceito e a falta de informação sobre as doenças mentais no Brasil.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 187

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 193

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Controladoria-Geral da União: tem como de[…]

50 Dúvidas do Português Esclarecidas:[…]

A obra de Graciliano Ramos Vidas Secas lanç[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM