• Avatar do usuário
#53553
No filme “O Vendedor de Sonhos” é retratada a história de um psicólogo que tenta se suicidar por não ver mais sentido em sua vida. Fora da ficção, a realidade não é muito diferente, pessoas sofrem diariamente com a influência da falta de saúde mental, o que pode ser prejudicial a saúde. No entanto, a sociedade brasileira ignora a importância dessa temática e contribui para gerar uma população cada vez mais preconceituosa e relação a essa assunto. Dessa forma, é essencial debater sobre as vertentes que agravam a estigmatização da preocupação com a saúde mental.
Em primeira análise, pensemos na Constituição de 1988, na qual é assegurado a todo cidadão o direito a saúde. Entretanto, na prática, nem todos os quesitos são atendidos, pois segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), “a saúde contempla a saúde física, psicológica e social, e não apenas a falta de doença”. Ademais, fica evidente que a atenção relacionada ao bem-estar e qualidade de vida devem conter e resguardar todos os quesitos que envolvam o ser humano. Em síntese, a falta de debate, informação e cultura sobre a saúde mental tendem a aumentar a rotulação de transtornos como ansiedade, depressão e outros como algo “anormal ” ou “frescura”.
Além disso, tendo como exemplo Bauman e sua teoria da modernidade Líquida — que é o fenômeno da superficialidade e rapidez das relações humanas — as pessoas dão menos atenção ao próxima e a elas mesmas, alienadas em seu próprio mundo. Assim sendo, contribuem para o agravamento de casos relacionados a não preocupação com sua própria saúde mental, sendo prova disso os dados da OMS que mostraram um total de 11,5 milhões de brasileiros em estado de depressão só no ano de 2017.
Portanto, medidas são necessárias para remediar esse impasse. Sendo de responsabilidade do Ministério da Saúde em parceria com médicos da área — psicólogos, psiquiatras e terapeutas — criarem palestras nas escola fundamentais, médias e empresas que debatam, reflitam e desconstruam o estereótipo da saúde mental e da necessidade de auxiliar e ser empático com o próximo. Só assim, a ficção está longe da realidade.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Saúde Pública no Brasil

OLÁ! Tudo bem? Espero que seu dia estej[…]

3m1ly aaah muito obrigada pela correç&ati[…]

Consumismo no Brasil

Eraldonunes eurodrigo Gi69 Anne24 Lol[…]

Jean Jaques Rosseau, filósofo iluminista, a[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM