Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#53188
A constituição federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6° o direito a saúde como inerente a todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa o estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira, dificultando, desse modo, a universalização desse direito social tão importante. Diante dessa perspectiva, faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro.
Em primeiro lugar, deve-se destacar a ausência de medidas governamentais para combater esse estigma relacionado às doenças mentais. Nesse sentido, tal problema vêm permeando-se na sociedade, fazendo com que, cada vez mais, pessoas desenvolvam transtornos mentais. Essa conjuntura, segundo as ideias do filósofo contratualista John Locke, configura-se como uma violação do "Contrato Social", já que o estado não cumpre com sua função de garantir que os indivíduos desfrutem de direitos essenciais, como tratamentos eficiências, o que infelizmente é evidente no Brasil.
Ademais, deve-se salientar a alienação como impulsionador do problema. De acordo com os iluministas Diderot e D'alembert, autores da "enciclopédia", a educação é fundamental no combate à alienação dos indivíduos, garantindo aos mesmos sua total liberdade. Logo, é necessario um estudo aprofundado sobre doenças mentais para entender a gravidade do problema e não cometer preconceito.
Deprende-se, portanto, a necessidade de se combater esses obstáculos. Para isso, é imprescindível que o Governo Federal, por intermédio de verbas governamentais, crie programas gratuitos de apoio e incentivo para pessoas com doenças mentais ou que não tenham conhecimento sobre o problema, tudo, é claro, com profissionais especializados. Dessa forma, se consolidará uma sociedade que desenpenha o "contrato social" tal como afirma John Locke.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação previsível e apresenta domínio mediano do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Com essa pontuação, ou o tema da redação é desenvolvido adequadamente, porém de forma previsível, com pouco avanço em relação ao senso comum ou, embora o texto demonstre domínio adequado do tipo textual exigido, a progressão textual apresenta algum problema.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#53190
A constituição federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6° o direito a saúde como inerente a todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa o estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira, dificultando, desse modo, a universalização desse direito social tão importante. Diante dessa perspectiva, faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro.
Ótima introdução
Em primeiro lugar, deve-se destacar a ausência de medidas governamentais para combater esse estigma relacionado às doenças mentais. Nesse sentido, tal problema vêm permeando-se na sociedade, fazendo com que, cada vez mais, pessoas desenvolvam transtornos mentais. Essa conjuntura, segundo as ideias do filósofo contratualista John Locke, configura-se como uma violação do "Contrato Social", já que o estado não cumpre com sua função de garantir que os indivíduos desfrutem de direitos essenciais, como tratamentos eficiências, o que infelizmente é evidente no Brasil.
Última frase está muito longa. 1 Erro: vêm no lugar de vem
Ademais, deve-se salientar a alienação como impulsionador do problema. De acordo com os iluministas Diderot e D'alembert, autores da "enciclopédia", a educação é fundamental no combate à alienação dos indivíduos, garantindo aos mesmos sua total liberdade. Logo, é necessario um estudo aprofundado sobre doenças mentais para entender a gravidade do problema e não cometer preconceito.
1 Erro: necessario no lugar de necessário
Deprende-se, portanto, a necessidade de se combater esses obstáculos. Para isso, é imprescindível que o Governo Federal, por intermédio de verbas governamentais, crie programas gratuitos de apoio e incentivo para pessoas com doenças mentais ou que não tenham conhecimento sobre o problema, tudo, é claro, com profissionais especializados. Dessa forma, se consolidará uma sociedade que desenpenha o "contrato social" tal como afirma John Locke.
PI: Ótima
Agente: Ok Ação: Ok Meio: Ok Detalhamento: Ok Efeito: Ok
#53192
Vamos lá:

Competência 1: 160 :D
• Estrutura sintática: bom
• Gramática: bom
• Ausência de repetições: Ótimo
• Pontuação: Ótima :)
Competência 2: 120
• Abordagem do tema: Boa
• Autoria: Boa
• Estrutura dissertativo-argumentativa: Ótima
• Repertório sociocultural: Ótima
• Informação externa: Boa
• Abordagem da tese: Ótima
Competência 3: 160 :D
• Argumentação: Boa
• Planejamento: Ótimo
• Interpretação de informações: Boa
• Desenvolvimento temático: Ótima
Competência 4: 200 :mrgreen:
• Nexos: Ótimos
• Coesão textual: Boa
• Conjunções: Ótimos
Competência 5: 200 :mrgreen:
• Síntese: Ok
• Presença dos cinco elementos (ação, agente, meio ou modo, finalidade e detalhamento): Ótima
• Relação ao tema: Ótima
• Fechamento: Ótimo

Dar pra tirar uma nota boa sim, não fugiu d[…]

Ao se falar sobre os impactos da pandemia do novo […]

dudaramos1 Assim que possível corrige min[…]

Já faz alguns anos que a reduç&atild[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM