Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#53051
No livro “Por Lugares Incríveis” é contada a história de dois jovens que se tornam amigos por apresentarem os mesmos problemas durante a vida juvenil. Análoga ao Brasil, as doenças mentais vêm trazendo sérios prejuízos a sociedade brasileira em razão ao estigmas presente nesta temática. Logo, é necessário uma análise, visto que o preconceito e o uso das redes infere nesse problema.

De início, é válido a análise do quanto o preconceito acerca das doenças mentais inferem no problema. Sendo assim, campanhas como o Setembro Amarelo, que luta contra o suicídio, existem em prol da conscientização acerca das doenças mentais. Dessa forma, compreende-se a importância da valorização e entendimento sobre essas doenças psíquicas, para a promoção do bem-estar social e contra o preconceito existente que culmina-se de forma abrangente na sociedade atual. Portanto, entende-se o desafio em questão.

Outrossim, faz-se mister a análise do quanto as redes sociais inferem no percalço. De acordo com o documentário “O Dilema Das Redes", o meio virtual e as mídias foram criadas com o fim único de alienar e moldar os preceitos do ser social no âmbito cibernético. Dessa maneira, entende-se que essa alienação colabora para o quadro de preconceito e para a desinformação, mudando os conceitos humanos acerca das doenças mentais na sociedade. Assim, há o entendimento desse fator.

Em suma, soluções são necessárias. Ademais, cabe ao Ministério da Saúde criar um projeto político, no qual reestruture hospitais e centros clínicos, oferecendo atendimento de qualidade e tratamento eficaz às doenças mentais na população brasileira. Essa ação terá a finalidade de mudar a perspectiva brasileira acerca da saúde mental e o reflexo que se tem a partir do livro “Por Lugares Incríveis”.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 173

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 173

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 173

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#53066
@GlendaMorais, oi! Vou comentar brevemente ;)

No livro “Por Lugares Incríveis” é contada a história de dois jovens que se tornam amigos por apresentarem os mesmos problemas durante a vida juvenil. Análoga ao Brasil, as doenças mentais vêm trazendo sérios prejuízos a àsociedade brasileira em razão ao estigmas presente nesta temática. Logo, é necessário uma análise, visto que o preconceito e o uso das redes infere nesse problema.

De início, é válido a análise do quanto o preconceito acerca das doenças mentais inferem no problema. Sendo assim, campanhas como o Setembro Amarelo, que luta contra o suicidio suicídio, existem em prol da conscientização acerca das doenças mentais. Dessa forma, compreende-se a importância da valorização e entendimento sobre essas doenças psíquicas, para a promoção do bem-estar social e contra(1) a luta do preconceito existente que culmina-se de forma abrangente na sociedade atual (como esse preconceito se espalha?). Portanto, entende-se o desafio em questão.
(1) :arrow: Esse contra foi um erro de escolha no vocabulário, você disse que entender essas doenças é importante para promover o bem-estar e "contra a luta" do preconceito. Acho que o certo seria trocar as palavras de lugar e colocar igual tinha feito antes, com a expressão "lutar contra". Da primeira forma deu a entender que você é contra a luta do fim do preconceito, já a segunda forma é o sentido que você queria dizer, sendo a ideal que que devemos lutar contra o preconceito, a fim de que ele acabe.


Outrossim, faz-se mister a análise do quanto as redes sociais inferem (repetição de termo) no percalço. De acordo com o documentário “O Dilema Das Redes", o meio virtual e as mídias foram criadas com o fim único de alienar e moldar os preceitos do ser social no âmbito cibernético. Dessa maneira, entende-se que essa alienação colabora para o quadro de preconceito e para a desinformação (colabora como?), mudando os conceitos humanos acerca das doenças mentais na sociedade. Assim, há o entendimento desse fator.

Em suma, soluções são necessárias. Ademais, cabe ao Ministério da Saúde (agente) criar um projeto político, no qual reestruture hospitais e centros clínicos, oferecendo atendimento de qualidade e tratamento eficaz às doenças mentais na população brasileira (ação+detalhamento). Essa ação terá a finalidade de mudar a perspectiva brasileira acerca da saúde mental e o reflexo que se tem a partir do livro “Por Lugares Incríveis”. (finalidade+efeito)
Não consegui identificar o meio.

Redação muito boa! Poucos desvios e só com alguns detalhes na argumentação, creio que tire +900 com certeza! Bons estudos :D
#53067
Não entendi como sua proposta de intervenção se relaciona com o texto que você desenvolveu. Você argumenta que alienação social e falta de informação da população em relação a doenças mentais auxiliam na consolidação do preconceito, mas na sua conclusão você propõe que seja realizado a restruturação de centros clínicos e hospitais...como isso vai fazer a população ficar mais informada sobre o tema? Ou como isso vai desconstruir o estigma que existe atualmente na sociedade em relação as doenças mentais?
#53069
@Mily19,
Oi ! Obrigado pelo comentário! Então, eu falo no d1 sobre a conscientização sobre os casos das doenças mentais e d1 sobre a desinformação. Mas trago também um enfoque do quanto isso tudo se relaciona com a saúde e como a forma que ela está sendo representada socialmente. Não quis trazer campanhas em redes nem mídias, muito menos campanha do Ministério da Saúde , isso eh muito clichê e normalmente infere na nota por não trazer um “diferencial” então foquei em uma ação absoluta e acrescento na finalidade que isso tem o enfoque de mudar a “ perspectiva brasileira acerca dessas doenças” e o reflexo que se tem de seus estigmas sociais. Acredito que valorizará a saúde molde a sociedade como todo e conscientize também .
#53070
Jeniffeeee escreveu:@GlendaMorais, oi! Vou comentar brevemente ;)

No livro “Por Lugares Incríveis” é contada a história de dois jovens que se tornam amigos por apresentarem os mesmos problemas durante a vida juvenil. Análoga ao Brasil, as doenças mentais vêm trazendo sérios prejuízos a àsociedade brasileira em razão ao estigmas presente nesta temática. Logo, é necessário uma análise, visto que o preconceito e o uso das redes infere nesse problema.

De início, é válido a análise do quanto o preconceito acerca das doenças mentais inferem no problema. Sendo assim, campanhas como o Setembro Amarelo, que luta contra o suicidio suicídio, existem em prol da conscientização acerca das doenças mentais. Dessa forma, compreende-se a importância da valorização e entendimento sobre essas doenças psíquicas, para a promoção do bem-estar social e contra(1) a luta do preconceito existente que culmina-se de forma abrangente na sociedade atual (como esse preconceito se espalha?). Portanto, entende-se o desafio em questão.
(1) :arrow: Esse contra foi um erro de escolha no vocabulário, você disse que entender essas doenças é importante para promover o bem-estar e "contra a luta" do preconceito. Acho que o certo seria trocar as palavras de lugar e colocar igual tinha feito antes, com a expressão "lutar contra". Da primeira forma deu a entender que você é contra a luta do fim do preconceito, já a segunda forma é o sentido que você queria dizer, sendo a ideal que que devemos lutar contra o preconceito, a fim de que ele acabe.


Outrossim, faz-se mister a análise do quanto as redes sociais inferem (repetição de termo) no percalço. De acordo com o documentário “O Dilema Das Redes", o meio virtual e as mídias foram criadas com o fim único de alienar e moldar os preceitos do ser social no âmbito cibernético. Dessa maneira, entende-se que essa alienação colabora para o quadro de preconceito e para a desinformação (colabora como?), mudando os conceitos humanos acerca das doenças mentais na sociedade. Assim, há o entendimento desse fator.

Em suma, soluções são necessárias. Ademais, cabe ao Ministério da Saúde (agente) criar um projeto político, no qual reestruture hospitais e centros clínicos, oferecendo atendimento de qualidade e tratamento eficaz às doenças mentais na população brasileira (ação+detalhamento). Essa ação terá a finalidade de mudar a perspectiva brasileira acerca da saúde mental e o reflexo que se tem a partir do livro “Por Lugares Incríveis”. (finalidade+efeito)
Não consegui identificar o meio.

Redação muito boa! Poucos desvios e só com alguns detalhes na argumentação, creio que tire +900 com certeza! Bons estudos :D
Oi @Jeniffeeee obrigado pelos comentários. A questão da argumentação o problema foi as linhas. Escrever em 30 linhas sem comprometer a estrutura é muito difícil pra mim. Ou eu optava por argumentar mais( que era meu objetivo) mas ficar com a letra ilegível e o corretor não consegui corrigir ( provavelmente era o que ia acontecer ) ou escreve legível apresentando todos os elementos do texto. Sobre a conclusão percebi que só quando entreguei que esqueci do meio da proposta. Obrigada pela ajuda!
Ah ! Sobre a questão do d1 que eu coloquei( contra a luta) acho que foi erro de digitação assim como (suicídio e no) em razão de que como eu não fiquei com o caderno de resposta tive que produzir essa com a memória que tinha da original. Acredito que coloquei em prol( usei muito em prol e a favor na redação) se não foi isso foi ( contra o preconceito).
#53093
@GlendaMorais, ah sim, agora entendi!
A questão das linhas é realmente complicado, qualquer coisa procure tentar diminuir a letra mais. A conclusão sem o meio eu acho que fica bastante prejudicada, se não me engano ela só pode chegar até 120 sem esse elemento :(
Não irei pontuar porque não tenho certeza de que nota o ENEM te daria na C5, sem contar que como esse não é o seu texto original algumas coisas podem mudar...
Provavelmente eles descontarão na C3 e C5, como esses desvios só aconteceram aqui eu não sei se você perde pontos na C1.
Espero que entenda ;)
#53100
Jeniffeeee escreveu:@GlendaMorais, ah sim, agora entendi!
A questão das linhas é realmente complicado, qualquer coisa procure tentar diminuir a letra mais. A conclusão sem o meio eu acho que fica bastante prejudicada, se não me engano ela só pode chegar até 120 sem esse elemento :(
Não irei pontuar porque não tenho certeza de que nota o ENEM te daria na C5, sem contar que como esse não é o seu texto original algumas coisas podem mudar...
Provavelmente eles descontarão na C3 e C5, como esses desvios só aconteceram aqui eu não sei se você perde pontos na C1.
Espero que entenda ;)
Entendo sim flor! Mas no caso da C5 cada elemento vale 40 como eu tenho 4 eu não tomaria 160?

dudaramos1 Assim que possível corrige min[…]

Já faz alguns anos que a reduç&atild[…]

O estigma da saúde mental

Transtornos psicológicos Com freq[…]

atualmente, é difícil estabelecer co[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM