Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#52713
"A insatisfação é o primeiro passo para o progresso de uma nação". A frase dita pelo dramaturgo irlandês Oscar Wide aplica-se facilmente no que tange ao estigma associado às doenças mentais na conteporaniedade, pois é justamente a falta dessa insatisfação que contribuí para que esse cenário continue a pendurar. Nesse contexto, deve-se analisar como a negligência governamental e o preconceito pesam sob a problemática.

Em primeiro plano, vale enfatizar que o desleixo por parte do governo agravam a situação. Dessa forma, as pessoas que necessitam de acompanhamento médico para doenças mentais - como depressão e ansiedade - ficam a mercê da falta de estrutura, e de tratamentos precários, sendo assim, esse recurso acaba limitando-se, muitas vezes, às pessoas de melhores condições financeiras. De acordo com o filósofo John Locke, essa conjuntura caracteriza-se como a violação de um "contrato social", já que o Estado não cumpre seu dever - constitucional - de garantia à saúde e assistência médica à população.

Ademais, é notório que o preconceito está presente no âmbito da sociedade brasileira. Consoante a Zygmunt Bauman, vivemos em uma época de "modernidade líquida", no qual temos uma sociedade pautada no individualismo e que as relações são "vazias". Sob essa perspectiva, mesmo vivendo em um país onde - de acordo com a OMS - 5 a cada 100 pessoas sofrem de depressão, o preconceito e a falta de empatia ainda faz-se presente, haja vista que vivemos em uma sociedade onde tudo é baseado em "padrões", e a propagação do ódio e julgamentos são cada dia mais comum.

Depreende-se, portanto, a necessidade de combater esse impasse. Por conseguinte, cabe ao Ministério da Saúde, criar campanhas de prevenção e conscientização - nas escolas e na TV - por meio de investimentos governamentais, com o fito de diminuir o índice de afetados por doenças mentais. Além disso, deve-se promover melhorias nas estruturas e atendimentos hospitalares, a fim de proporcionar melhor qualidade de vida à população.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

No artigo 1° da Declaração Unive[…]

Segundo a Constituição da Repú[…]

O artigo 1º da Declaração Unive[…]

O século XXI é marcado por diversos […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM