Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#52712
A Constituição Federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6°, o direito a saúde como inerente a todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa, no Brasil, o estigma de doenças psíquicas, dificultando, desse modo, a universalização desse direito social tão importante. Faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro.
Sob esse viés, vale ressaltar a ausência de medidas governamentais como impulsionadora das doenças mentais. Visto que, no país é visível a escassez de investimentos em médicos gratuitos - psicólogos e psiquiatras -, impossibilitando, dessa forma, o fácil acesso à ajuda e ao apoio que o paciente tanto necessita. Essa conjuntura, de acordo com as ideias do filósofo contratualista John Locke, configura-se como uma violação do "contrato social", já que o Estado é responsável por garantir direitos indispensáveis a população, como a saúde. Infelizmente esse é o cenário vivido na sociedade tupiniquim.
Ademais, a "teoria do cancelamento" retratada nas redes sociais tem forte participação no agravamento da problemática. Segundo o filósofo inglês Thomas Hobbes, o homem é o lobo do homem. De forma análoga, na sociedade brasileira, internautas atacam - de forma virtual - outras pessoas quando acontecimentos vem à tona, os usuários, sem ao menos se informarem da veracidade, difamam e julgam os famosos, cancelando-os do mundo virtual, tal fato acarreta danos psíquicos severos nas vítimas. É inadmissível que isso continue a perdurar.
Depreende-se, portanto, inferir medidas imediatas para que o caos seja resolvido. É de extrema importância que o Governo - como instância máxima de administração executiva -, em parceria com o Ministério da Saúde (MS), criem leis mais severas acerca de quem maltrata virtualmente outras pessoas e disponibilizem mais profissionais psíquicos de forma gratuita, por intermédio de força judiciária e projetos que priorizem a saúde mental, com a finalidade de combater o mal do século XXI. Tomadas essas medidas, os indivíduos terão direito a saúde - conforme a Carta Magna de 1988 - e se consolidará uma sociedade integrada.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A sociedade e a polícia sempre apresentaram[…]

Um conselho para você, estudante

Jeniffeeee , ke isso, a opinião de qualque[…]

Jeniffeeee oi, poderia dar uma olhada?

Nos tempos atuais temos muita tecnologia e com el[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM