Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#56768
A obra "Os Miseráveis", de Victor Hugo , retrata a injustiça social da França no século XIX. Distante da ficção, no Brasil atual percebe-se um contexto semelhante ao da trama: a desigualdade impera no que tange ao empecilho da crise financeira e a ausência de capital na superação dos obstáculos do empreendedorismo no corpo social brasileiro. Diante disso, é irrefutável que estratégias sejam aplicadas para alterar essa situação.
Em primeiro plano, é preciso salientar para a crise financeira que encontra terra fértil no país em questão. De acordo com o sociólogo Zigmunt Baauman, estamos vivendo em uma sociedade líquida e que tudo está em constante transformação. Sob essa lógica, temos que, com a problemática da crise, diversos setores da economia sofreram desvalorização nos seus ativos monetários, não favorecendo os empreendedores que necessitam do mercado financeiro para se manter economicamente, gerando assim, um obstáculo para sua resolução.
Além do mais, ressalta-se que a ausência de capital - falta de investimento - configura-se como um entrave no que consta a questão do empreendedorismo na realidade brasileira . Sabe-se que a base de uma sociedade capitalista é o capital, como explicam filósofos como Marx. Nesse sentido, para serem resolvidos problemas dentro do contexto capitalista, faz-se necessário investimento financeiro. No entanto, há uma lacuna patrimônial na problemática do empreendedorismo, que tem sido negligenciado, o que torna sua solução ainda mais difícil de ser alcançada.
Portanto, o empreendedorismo funciona como um agente essencial para o combate a pobreza no Brasil. Diante de tal impasse, é mister que o Estado invista no empreendedorismo social, por meio de verbas públicas que são advindas dos impostos de renda dos cidadãos, de modo que proporcione a visualização do assunto. Além disso, o Estado deve intervir no crescente desemprego no país, fornecendo cursos técnicos gratuitos, para aumentar a qualificação profissional dos civis e a inserção no mercado trabalho.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#56884
A obra "Os Miseráveis", de Victor Hugo, retrata a injustiça social da França no século XIX. Distante da ficção, no Brasil atual percebe-se um contexto semelhante ao da trama: a desigualdade impera no que tange ao empecilho da crise financeira e a ausência de capital na superação dos obstáculos do empreendedorismo no corpo social brasileiro. Diante disso, é irrefutável que estratégias sejam aplicadas para alterar essa situação.

Em primeiro plano, é preciso salientar para a crise financeira que encontra terra fértil no país em questão. De acordo com o sociólogo Zigmunt Baauman, estamos vivendo em uma sociedade líquida e que tudo está em constante transformação. Sob essa lógica, temos que, com a problemática da crise, diversos setores da economia sofreram desvalorização nos seus ativos monetários, não favorecendo os empreendedores que necessitam do mercado financeiro para se manter economicamente, gerando assim, um obstáculo para sua resolução.
* Não pode ser pessoal na redação, usar 1ª pessoa (nós). Tem que escrever em 3ª pessoa (eles)

Além do mais, ressalta-se que a ausência de capital - falta de investimento - configura-se como um entrave no que consta a questão do empreendedorismo na realidade brasileira . [faltou conectivo] Sabe-se que a base de uma sociedade capitalista é o capital < procurar sinônimo, ficou palavras parecidas juntas], como explicam filósofos como Marx. Nesse sentido, para serem resolvidos problemas dentro do contexto capitalista, faz-se necessário investimento financeiro. No entanto, há uma lacuna patrimonial na problemática do empreendedorismo, que tem sido negligenciado, o que torna sua solução ainda mais difícil de ser alcançada.

Portanto, o empreendedorismo funciona como um agente essencial para o combate a pobreza no Brasil. Diante de tal impasse, é mister que o Estado invista no empreendedorismo social, por meio de verbas públicas que são advindas dos impostos de renda dos cidadãos, de modo que proporcione a visualização do assunto. Além disso, o Estado deve intervir no crescente desemprego no país, fornecendo cursos técnicos gratuitos, para aumentar a qualificação profissional dos civis e a inserção no mercado trabalho.
* Faltou detalhamento na intervenção
* No lugar de apresentar outra ação, deveria ter detalhado a ação do investimento. Porque não é recomendado a intervenção ser vaga assim, só mandar o Estado investir e pronto. Procure apresentar soluções mais técnicas.


Espero ter ajudado! :D

(primeiramente, obrigada por dedicar seu tempo cor[…]

Espero que Corrijam minha dissertaçã[…]

A série de televisão "os 13 por[…]

 Carlos Drummond de Andrade, em seu poema &ld[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM