• Avatar do usuário
#63700
Segundo o 19° Artigo da Declaração Universal dos Direitos Humanos é assegurado o direito de expressar-se em sociedade. Todavia, o que observa-se hodiernamente é o uso dessa liberdade para derramar o ódio entre os indivíduos. Portanto, faz-se imperiosa a análise dessa conjuntura que tem consequências gravíssimas tanto no meio digital quanto fora dele, para que assim, medidas educativas sejam tomadas.
A priori, deve-se ressaltar o exorbitante número de ataques virtuais que ocorrem no Brasil, muitas vezes, de forma anônima.
De acordo com a Magna Carta, o indivíduo pode ser punido quando que se expressa vedando sua identidade. Entretanto, diante da autonomia que a internet oferece, tem se tornado cada vez mais frequente o uso desse recurso com o fito de difamar, ridicularizar e causar à exclusão social de grupos minoritários, supondo, que, por estarem atrás da tela de um computador ou escondendo-se através de perfis falsos, não serão punidos.
Ademais, constatam-se também massivos ataques fora do ambiente virtual. Um exemplo que merece ênfase, é o recrutamento, realizado pelo Estado Islâmico, de jovens que apoiam seus ideais intolerantes e preconceituosos e realizam ataques terroristas em defesa disso. Paralelamente, muitas pessoas no Brasil realizam ações parecidas, de menor intensidade, porém, com o mesmo objetivo, esquecendo-se de que, assim como é atestado na constituição federal de 1988, a liberdade de pensamento é valida desde que não fira o direito de outrem.
Depreende-se, portanto, a necessidade de que medidas sejam tomadas para resolver o empasse. O governo federal deve viabilizar projetos junto a instituições educativas, através de palestras com profissionais especializados, que debata sobre as diferenças entre liberdade de se expressar e discursar o ódio e ressalte que o segundo é crime perante a lei, para que assim, a juventude seja educada desde cedo sobre os "limites" que devem ter ao expressar-se. Dessa forma, se formarão cidadãos mais cautelosos que respeitem os direitos elencados na constituição.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

A constituição Federal de 1988,docum[…]

No Brasil, cerca de 14 (quatorze) milhões d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM