Avatar do usuário
Por Gabisz
Quantidade de postagens
#124129
No século XVIII, o movimento filosófico chamado “iluminismo” desencadeou uma série de revoltas e revoluções para melhores condições sociais e civis. Paralelo a isso, ao se analisar a questão do direito de votar, percebe-se que há necessidade de uma nova luta social para a solução do problema. Nesse viés, torna-se crucial analisar as causas dessa problemática, dentre as quais se destacam a fraudes eleitorais e a falta de conhecimento político.

Inicialmente, e imperioso verificar que a ausência de políticas públicas figura como a primeira causa da entrave. Sobre isso, o filósofo thomas hobbes afirma em “o leviatã” que é dever do estado a garantia de preceitos civis para os cidadãos. No entanto, isso não acontece na prática, tendo em vista as fraudes eleitorais, que atrasam o progresso do país, a manipulação de votos, impede de ter uma eleição justa, onde tira a autonomia da escolha da população no candidato escolhido por eles, desestimulando a importância do voto e gerando conflitos entre as pessoas. Isso pode ser comprovado durante os primeiros anos da república conhecido como “a prática da degola” um esquema de corrupção usado para eleger os candidatos “favoritos” pelos coronéis. Portanto, é notório que a falta de apoio governamental é um empecilho que deve ser intermediado.

Todavia, a ausência da informação, fica a sujeito de manipulação de cognição e a problemática ficar oculta diante do público, como explica a pensadora djamila ribeiro que e preciso tirar uma situação da invisibilidade para que soluções sejam promovidas, porém, há um silenciamento instaurado perante a falta de conhecimento político. Onde, os eleitores estão a mercê da influência da mídia, que manipula a escolha do eleitor durante o período da eleição, com a falta de prudência, leva aos cidadãos a confiar em notícias que não vem de fontes oficiais, prejudica a escolha do voto, como aconteceu nas eleições de 2018 que no período das eleições surgiam as “fake News”, que destorcia fatos sobre os candidatos e comprometia as campanhas, além de confundir a decisão de voto da população. Assim urge de tirar essa situação da invisibilidade para atuar sobre ela como diz a pensadora.

Portanto, é fulcral a necessidade de providências para combater a persistência do imbróglio. Cabe o Governo Estadual em parceria com o Ministério da Educação promover palestras informacionais ensinando modos seguros de ter acesso a informações oficiais das campanhas políticas, assim, a população estará ciente, e não vão compartilhar “fake News”. E o Poder Executivo elaborar penalidades mais rígidas de quem praticar fraudes eleitorais, assim, terá conquistas para promover transformações sociais no Brasil.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Avatar do usuário
Por Eli79
Quantidade de postagens
#124150
@Gabisz,
Olá! Um bom texto.

Observações:

1) Você introduziu o tema de forma ampla, englobando o de forma mundial. Sendo que, está explícito a necessidade de desenvolver o texto com foco na vertente brasileira, e não mundial. Um pouco mais de atenção, poderá ser motivo para atribuir nota zero à redação.
2) Durante o segundo e o terceiro parágrafo, não há menção a qual país você está se referindo. (Ainda faz menção a ampliação do tema). Ambos os parágrafos foram bem estudados e desenvolvidos.
3) No parágrafo conclusivo, houve a ausência dos seguintes elementos: detalhamento e modo meio. Sobre os agentes o poder executivo não elabora penalidade, isso é função do legislativo. Essa penalidade será aplicada pelo judiciário, e apreciada(complementada) pelo executivo.
0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
62 Exibições
por Davilly
0 Respostas 
122 Exibições
por emyembia
0 Respostas 
118 Exibições
por Bruhx
0 Respostas 
122 Exibições
por Ingridyyiii
0 Respostas 
57 Exibições
por yansx
3 Respostas 
248 Exibições
por vinibahia
0 Respostas 
130 Exibições
por gomesamanda
0 Respostas 
580 Exibições
por Liazinha
0 Respostas 
177 Exibições
por nicolascd07
0 Respostas 
99 Exibições
por TavioCorteze

Fiz essa redação semana passada! No[…]

Segurança pública

achei interessante o tema so achei o texto mito pe[…]

Segundo Carl Sagan, cientista planetário as[…]

teste

teste

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM