• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#79043
No filme"Viva a vida é uma festa", Miguel o personagem principal sofre em ter que escolher entre seu sonho de ser músico ou a profissão que sua família escolheu para ele. Contudo, percebe-se a semelhança que essa obra tem sobre o dilema da escolha profissional dos jovens na contemporaneidade. Sob esse viés, a sociedade se depara com obstáculos para combater esse cenário: pressão familiar e medo do fracasso.

Em primeira análise, observa-se a pressão que os jovens sofrem por seus pais em relação às suas escolhas. Segundo o filósofo Rosseau "Os homens nascem livres e por toda parte encontram-se acorrentados", partindo desse pensamento percebe-se que os filhos vivem em um ambiente familiar onde são livres para fazer o que quiser, mas não tem liberdade de fazer suas próprias escolhas para sua vida profissional. Nota-se que esses comportamentos não são saudáveis e que causam danos emocionais, além de prejudicar o relacionamento da família. Desse modo, fica claro que ações devem ser feitas para mudar essa realidade.

Ademais, o medo de fracassar também é um dos fatores que prejudicam na hora de escolher uma profissão. Nesse sentido, observa-se que muitas pessoas por serem pressionadas demais por todos em sua volta ou por se mesmo, acabam ficando com medo e inseguras que acabam desistindo de suas carreiras. Dessa forma, fica explícito que essas pessoas necessitam de um apoio para reverter esse cenário de frustração.

Portanto, é fundamental uma ação do Ministério da Educação desenvolverem projetos nas escolas como palestras para auxiliar
os alunos na escolha de suas carreiras, trazendo psicólogos para dar todo o apoio que esses estudantes necessitam. Além de conversar com os pais, com intuito de melhorar o relacionamento da família. Com tais implementações, os jovens seriam mais seguros em relação à sua vida profissional ao contrário de Miguel.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 100

Você atingiu aproximadamente 50% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#80113
Segundo o sociólogo Balman, '' Nenhuma sociedade que esquece a arte de questionar, pode esperar encontrar respostas para os problemas que a afligem''. Nesse viés pode perceber que a grande problemática da fome precisa ser mais debatida.
É necessário ressaltar que a fome em tempos de pandemia em 2020 já atingiu mais de 2,3 milhões de pessoas aproximadamente 30% da população global. Levado-se em conta os fatos apresentados é um número bastante alarmante. A problemática precisa ser resolvida.
Em vista dos argumentos supracitados ainda vale citar o aumento absurdo dos alimentos. O arroz chegou a ficar 56% mais caro e o feijão chegou a aumentar 71%. A saída para muitos brasileiros está sendo os grãos de segunda linha.
Portanto, para resolver esse problema seria necessário juntar todos os órgãos responsáveis pela saúde, alimentação, governo, Organização da Nações Unidas, para conversar e entrar em consenso em uma solução realmente eficaz para combater a fome durante a pandemia. Uma solução viável seria diminuir os preços dos alimentos e entregar cestas básicas para os mais necessitados. E consequentemente ter um atendimento médico para todas as pessoas que adoecem e acabam morrendo pelo fato de adquirir doenças com a falta de alimentos no corpo como por exemplo o raquitismo. E que muitas vezes não tem oportunidade e nem condições financeiras para se tratar e acabam levando à óbito.
Corrigem minha redação por favor 🥰🥰
#80138
CORREÇÃO:

No filme "Viva a vida é uma festa", Miguel, (isolando o vocativo por meio da vírgula) o personagem principal, (detalhamento, que pode vir por meio de parênteses ou entre vírgulas) sofre em ter que escolher entre seu sonho de ser músico ou a profissão que sua família escolheu para ele (Que profissão a família anseia por ele? Esse detalhe ficou em aberto). Contudo, percebe-se a semelhança que essa obra tem sobre o dilema da escolha profissional dos jovens na contemporaneidade. Sob esse viés, a sociedade se depara com obstáculos para combater esse cenário: pressão familiar e medo do fracasso. (Ótimo recurso coesivo, utilizado pela catáfora)

Em primeira análise, observa-se (Observamos o que? Não há dados e nem estatísticas para serem apuradas e absorvadas.) a pressão que os jovens sofrem por seus pais em relação às suas escolhas. Segundo o filósofo Rosseau "Os homens nascem livres e por toda parte encontram-se acorrentados", partindo desse pensamento percebe-se que os filhos vivem em um ambiente familiar onde são livres para fazer o que quiser (quiserem) mas não tem liberdade de fazer (fazerem) suas próprias escolhas para sua vida profissional. Nota-se que esses comportamentos não são saudáveis e que causam danos emocionais, além de prejudicar o relacionamento da família (Onde é mostrado que esse comportamento causa dano emocional? Ausência de argumentação) Desse modo, fica claro que ações devem ser feitas para mudar essa realidade. (Onde está claro que ações devem ser colocadas em prática? Em momento algum isso foi citado anteriormente)

Ademais, o medo de fracassar também é um dos fatores que prejudicam na hora de escolher uma profissão. Nesse sentido, observa-se (O que estamos observando? Não há nenhum elemento estatístico ou referencial) que muitas pessoas por serem pressionadas demais por todos em sua volta ou por se mesmo (si mesmo), *acabam* ficando com medo e inseguras que *acabam*(redundância) desistindo de suas carreiras. Dessa forma, fica explícito que essas pessoas necessitam de um apoio para reverter esse cenário de frustração.

Portanto, é fundamental uma ação do Ministério da Educação desenvolverem projetos nas escolas como palestras para auxiliar
os alunos na escolha de suas carreiras, trazendo psicólogos para dar todo o apoio que esses estudantes necessitam. Além de conversar com os pais, com intuito de melhorar o relacionamento da família. Com tais implementações, os jovens seriam mais seguros em relação à sua vida profissional ao contrário de Miguel (Que Miguel? Ausência de detalhamento e especificidade)

O uso do celular na sala de aula hoje em dia &eacu[…]

A questão do lixo no Brasil

O filme "Wall-e" se passa em uma socieda[…]

geoca PODE CORRIGIR MINHA RED PFVR?

Segundo a Constituição Federal de 19[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM