• Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por anlizz
#64157
Segundo o Estatuto do Idoso, é obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito, etc. Entretanto, essa não é a verdadeira realidade que vivenciamos. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 1 a cada 6 idosos sofrem algum tipo de violência, sendo a maior parte das vítimas do sexo feminino.

Em uma primeira análise, as porcentagens e dados sobre a violência que idosos sofrem diariamente nunca foi baixa, entretanto com o início da pandemia da Covid-19 e a quarentena que veio juntamente desse, cresceram-se 59% o número de denúncias de violência contra o idoso no Brasil, mais de 25 mil denúncias em todo o país entre março e junho de 2020, segundo números do Disque 100, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Portanto, é válido lembrar que esses dados são os resultados de situações que são presenciadas diariamente, como o desrespeito e falta de paciência nas ruas, hospitais, filas de supermercado e até mesmo em suas moradias.

Exemplificando, por mais que existam os suportes para aqueles que estão sofrendo os maus tratos, dificilmente o idoso, ou idosa, em questão se posiciona diante dessas situações. Tal como, certas vezes, o idoso que fala que prefere ser violentado pelo filho do que vê-lo na prisão, alguns mesmos sequer percebem que tal tratamento não é correto, como uma espécie de relação abusiva.

Desta forma, apesar da existência de leis do Estatuto do Idoso, é notável que estas nem sempre são seguidas e muito menos temidas pela sociedade. Portanto, é de extrema importância medidas para a melhoria da fiscalização destes maus tratos, exercendo a lei com menos flexibilidade. Como também melhor supervisão da família e população, na busca de uma vida melhor e menos conturbada para aqueles que estão a mais tempo conosco.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Drogas

O filme:"Diário de um adolescente"[…]

cassiahso , nossa...MUITO OBRIGADAAA❤❤❤❤❤ de na[…]

País dos sonhos

O escritor Stefan Zweing devido à persegui&[…]

Igualdade social

Como o título tudo diz ,não só[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM