Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#47081
Segundo Augusto Cury, médico psiquiatra, diz que: “ O sonho da igualdade só cresce no terreno do respeito pelas diferenças.” Com isso, só teremos uma sociedade harmônica, quando o nosso principal objetivo for baseado na aceitação das diferenças. Pois, a falta de capacidade que as pessoas têm de se colocar no lugar do outro torna um ambiente preconceituoso, tanto como racial e xenofóbico. Sendo assim, tornando indivíduos traumáticos, com dificuldade de se relacionar e, cada vez mais os desafios de se conviver com a diferença maiores.
É possível afirmar que, o racista é aquele que não sabe se relacionar com pessoas de raça diferente e desde cedo o negro sofre com essas discriminação, e assim tirando a sua liberdade. Convém lembrar, que o Apartheid foi um regime de separação racial ocorrido na África do Sul de 1948 a 1994, privilegiava a elite branca do país e excluía os negros dos espaços públicos, da educação e postos de trabalho. Dessa forma, esse sistema nasceu a partir do conceito de que os descendentes holandeses se sentiam melhores por causa da cor. Assim, tornando o racismo como a problemática de se relacionar com a diferença.
Vale mencionar, que o sentimento de inferioridade em relação a outros países, de superioridade e orgulho extremo sobre a identidade nacional são os principais motivos de ódio a estrangeiros. Sendo assim, gerando a Xenofobia, que como consequência causa traumas nos imigrantes. De acordo, com o programa Cidade e Alteridade da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Anivain Pierre Paul, 34, está há cinco anos no país e, desde então, tem sofrido com a xenofobia calado. “Há duas semanas, um ajudante de pedreiro da empresa quis que eu lhe desse a pá que usava para retirar a areia do caminhão. Eu disse que não,e ele me deu um empurrão. Não fiz nada. Se fosse no meu país, eu poderia ter brigado, mas aqui preciso trabalhar. Dessa maneira, muitos imigrantes sofrem com esse preconceito que gera a violência. Por isso, a Xenofobia é um problema de se relacionar com a diferença.
Sendo assim, ao que tudo indica o desafio de se conviver com a diferença irá continuar até que suas exigências sejam atendidas. Para minimizar tal questão, é fundamental que a Ong’s, aliado a Escolas promovem campanhas e ações solidárias. Tal ação, deve ser implementada por meio de palestras nas instituições e nas ruas sobre o preconceito e como agir diante da mesma, e também ajudando imigrantes oferecendo alimento e local para morar. Dessarte, concrtizado a proposta, o desafio de se conviver com a diferença
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A constituição de 1988,artigo 6°[…]

Em um episódio da série "Modern[…]

opa nao sabia q nao podia postar redaç&atil[…]

A constituição Federal de 1988 - doc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM