#61790
Carlos Drummond de Andrade, em seu poema “No meio do caminho” , retrata o percurso de uma pedra presente em sua trajetória. Embora o contexto do poema do contista não tenha sido escrito sob o viés social, percebe-se um alinhamento com a realidade brasileira, no que tange às desigualdades entre as regiões do Brasil. No sentido de que, esse, é um notório problema social que persiste sem solução, à custa do negligênciamento do governo e da falta de políticas pública .
Primeiramente, é importante pontuar que o cantor Cazuza trouxe uma enorme contribuição social quando afirmou, na sua canção "o tempo não para", que constantemente o futuro repete o passado. Assim percebe-se que a obra do cantor tem estreita relação com a temática, uma vez que os ricos são mais beneficiados pelo governo que os pobres, como consequência, há fome em regiões mais pobres. Com efeito, mesmo sabendo da herança histórica desse problema, o Estado é negligente Não aprendendo com erros do passado e permitindo que a população padeça com os corolários dessa lacuna, como cita cazuza. Desse modo é inegável que esse fato é uma causa do revés. Ademais vale destacar a ideia de Aristóteles que afirmou que o objetivo principal da política é garantir a felicidade dos cidadãos. No entanto, percebe-se que essa tese do filósofo não se aplica a questão das desigualdades entre as regiões brasileiras, porquanto, apesar de existir alguns programas como o "bolsa família", nota-se uma carência de benefícios para as regiões mais pobres. Assim, sem o comprometimento do Poder Estatal em aplicar políticas públicas para solucionar o impasse, percebe-se que a ideia de bem-estar, da qual defende o filósofo, não se materializa no país e, por isso, a resolução do cenário é praticamente utópica. Portanto, fica evidente a necessidade de intervenção nas desigualdades das regiões brasileiras. Para tanto, o Ministério da Educação deve criar um projeto de igualdade social, por meio das escolas e universidades, para combater a lacuna governamental em relação a igualdade das regiões do Brasil. Tal projeto deve ser aberto ao público e com ampla divulgação da nas mídias sociais, com a finalidade de minimizar o problema.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Embora a Declaração Universal dos Di[…]

Olá, Bia. A sua redação n&at[…]

eurodrigo anasilva1 Bia2201 3m1ly Gi6[…]

eurodrigo Obrigado pela avaliaçã[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM