• Avatar do usuário
#81519
Quando os Portugueses colonizaram o Brasil, já existia uma exigência de pessoas com os corpos
perfeitos. Desde homens para ser o marido das filhas dos Senhores, ate as funcionarias para
causar uma boa impressão. De maneira análoga a isso, o culto da padronização corporal no Brasil
é muito comum e seguido. Nesse prisma, destacam-se dois aspectos importantes: A priorização
de pessoas com corpos perfeitos nos trabalhos e o padrão imposto pela sociedade.
Em primeira análise, evidencia-se que muitas empresas ainda preferem contratar funcionários que
tenham uma boa aparência de acordo com os princípios impostos pela população. Sob essa ótica,
a empresa Dove fez uma pesquisa no ano de 2016 em que apenas 37% das mulheres acreditam
que a aparência não importa para ter um bom sucesso e 17% não se sentem pressionadas a
atingir a definição de beleza. Dessa forma, percebe-se que a maioria das mulheres brasileiras tem
medo de não ter um bom emprego e uma boa vida por não ter o corpo considerado perfeito.
Além disso, é notório o padrão imposto pela sociedade. Desse modo, deve ser levado em
consideração a Declaração Universal de Direitos Humanos, que diz: “Todos os seres humanos
nascem livre e iguais”. Consoante a isso, a sociedade precisa ser educada para entender a
liberdade das pessoas de ser quem e como elas quiserem. Não é um padrão social que defini a
qualidade do próximo pela aparência, todos são igual e no final da vida vão para o mesmo lugar
independente de ter ou não o corpo perfeito.
Depreende-se, portanto, a adoção de medidas que venham conter o culto da padronização
corporal no Brasil. Dessa maneira, cabe ao Governo Federal, juntamente ao Ministério da
Educação e a Mídia, fazer um projeto para mudar a ideia da sociedade de impor padrões, por
meio de programas televisivos com pessoas fora dos princípios sociais atuais e trabalhos em
escolas ensinando desde criança a respeitar todos sem importar com a aparência, a fim de que
acabe com os pensamentos da padronização corporal. Somente assim, os padrões impostos
desde a época da colonização do Brasil, poderá ser resolvido.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma mediana, pouco consistente, proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.

#81622
Depreende-se, portanto, a adoção de medidas que venham conter o culto da padronização corporal no Brasil. Dessa maneira, cabe ao Governo Federal, juntamente ao Ministério da Educação e a Mídia, fazer um projeto para mudar a ideia da sociedade de impor padrões, por meio de programas televisivos com pessoas fora dos princípios sociais atuais e trabalhos em escolas ensinando desde criança a respeitar todos sem importar com a aparência, a fim de que acabe com os pensamentos da padronização corporal. Somente assim, os padrões impostos desde a época da colonização do Brasil, poderá ser resolvido.

Seria melhor assim:
Depreende-se, portanto, a adoção de medidas que venham conter o culto da padronização corporal no Brasil. Dessa maneira, cabe ao Governo Federal, juntamente ao Ministério da Educação, fazer um projeto para mudar a ideia da sociedade de impor padrões, por meio de programas televisivos com pessoas fora dos princípios sociais enraizados, a fim de que todos tomem ciencia que o julgamento corporal é crime e antietico tentar ser,seguir e obter vantagens com tal preconceito.Somente assim, os padrões impostos desde a época da colonização do Brasil, poderá ser resolvido.

Algo assim mesmo.

Introdução e desenvolvimentos excelentes. A conclusão está lá e cá,tente de organizar mais em apontar a falha no sistema:
"A priorização de pessoas com corpos perfeitos nos trabalhos e o padrão imposto pela sociedade"
Tratou na conclusao somente o segundo,como tratar o primeiro ? Respondo com a lei das cotas: 10% negros, 5% autistas,30%mulheres e por aí vai.

Boa redacao, atibuo 780 a 860, sendo caridoso com esses erros de grafia e escrita,é claro.
Invisibilidade na sociedade

O romance filosófico "Utopia", re[…]

Olá Hospedar , tudo bem? 😺👋🏻 &[…]

SKKSKDKDK JoaoPedro72 isso é uma obr[…]

Oie, vocês poderiam corrigir minha reda&cced[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM