Avatar do usuário
Por Anderson111
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#118758
No Brasil, a exploração de pessoas existe desde dos tempos da colonização, com os primeiros navios negreiros no século XV, onde eram submetidos a fazer trabalho forçado e prostituição. Percebe-se que nos dias atuais não é diferente, pessoas com dificuldades financeiras e procurando ter uma vida melhor acabam caindo em golpes, do qual são forçados a trabalhar, se prostituir ou perder os próprios órgãos.
Cabe analisar, em primeiro lugar, o reduzido debate governamental sobre a temática de combate ao tráfico de pessoas na sociedade. Consequentemente, Essa falta de diálogo encontra sua justificativa na existência de pessoas que passam por dificuldades financeiras ou procura uma vida melhor e são deixados de lado pelo governo. Assim a falta de emprego acaba dificultando o enfrentamento do tráfico humano entre essa classe social.
Segundo a ONU - Organização das Nações Unidas, afirma que a cada ano 2,5 milhões de pessoas são traficadas no mundo. É perceptível a alta demanda de venda de órgãos humano no mundo. O preço elevado dos órgãos é uma justificativa para as pessoas quererem contrabandear indivíduos, por isso o grande número de tráfico de pessoa na sociedade contemporânea.
Portanto, o Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania, em parceria com a mídia, grande distribuidora de notícias e informações e principal veículo formador de opiniões. Divulgar notícias sobre o tráfico de pessoas, assim concientizar à sociedade a fazer denúncias. O MDH ajudar as pessoas encontrarem empregos facilmente, evitando que passem por necessidades e procurem outra forma de se sustentar, evitando que caiam em golpes. Garantindo que a história da colonização do século XV não se repita novamente.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Passe ilimitado
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido

O artigo 4 da Declaração Universal dos Direitos Hu[…]

alguém poderia por favor corrigi-la? @Lauany25 @M[…]

O programa televisivo "Catalendas" con[…]

Os celulares são uma tecnologia que está muito ada[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!