Avatar do usuário
Por Aiza
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#103103
No filme “Eu Me Importo”, de 2020, é retratada a realidade de Marla Grayson, uma curadora profissional que “gosta de cuidar” de pessoas idosas e ricas e, às custas delas, leva uma confortável vida de luxo. Durante a trama, são retratadas as ações imorais da personagem principal, que subestima e desrespeita as pessoas que confiaram suas finanças nela. Fora da ficção, é possível perceber os abusos sofridos pelos idosos no Brasil, que podem ser desde físico, até financeiro. Nesse viés, é perceptível a inoperância de políticas públicas e a banalização da discriminação etária para com a população mais velha, que contribuem para a perpetuação desse problema.
Sob essa ótica, é importante destacar que a legislação que protege essas pessoas já existe, porém, muitos casos não chegam a serem reportados para as autoridades. Segundo o Estatuto do Idoso, é previsto como crime a conduta de colocar em risco a vida ou a saúde do idoso, entretanto, situações em que a família negligencia o mais velho e suas necessidades são muito comuns no nosso país. Ademais, a preocupação da vítima e o receio de não ser ouvida, também contribuem para que tais situações não sejam denunciadas.
Outrossim, a trivialização do ageismo — termo criado por Robert Neil Butler para definir o preconceito contra idosos — também é um fator contribuinte para essa problemática. É evidente que esse tipo de discriminação está difundido em diversos setores da nossa sociedade e não é difícil percebê-lo. Isto é, a utilização de estereótipos, a infantilização e falta de paciência com o ritmo menos acelerado dos mais velhos, são atitudes que prejudicam essa faixa etária e auxiliam na exclusão dessa parte da população.
Portanto, é indispensável a tomada de medidas que amenizem essa situação no país. Por isso, o Governo Federal deve, por meio da fiscalização da aplicação dos direitos concebidos pelo Estatuto do Idoso e a divulgação dessa pauta em mídias de fácil acesso — como rádios e redes televisivas, em programas direcionados ao público geral —, garantir o cumprimento dessas obrigações e o alertamento da população em relação à problemática, a fim educar os cidadãos e proteger os idosos do nosso país. Assim, observar-se-á uma sociedade mais
igualitária e justa para os brasileiros.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
55 Exibições
por diogoruan05
2 Respostas 
125 Exibições
por Wklicida
2 Respostas 
148 Exibições
por lais458
0 Respostas 
80 Exibições
por blaudt
0 Respostas 
137 Exibições
por Ana22082005
0 Respostas 
89 Exibições
por imilly
0 Respostas 
60 Exibições
por NickBu
0 Respostas 
44 Exibições
por caminamed
0 Respostas 
102 Exibições
por mallu0102
0 Respostas 
72 Exibições
por aninhabanana
Apenas Teoria

- Repetição de palavras/artigos mais[…]

Trabalho Infantil

- Introdução, desenvolvimentos e con[…]

Excelente argumentação, e tenta enc[…]

Palavras/artigos repetidos durante a redaç[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM