• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#79038
A sucessão ecológica é um processo de desenvolvimento de um ambiente inabitável, o qual é iniciado pela fixação das espécies pioneiras, que sobrevivem sem a necessidade de nutrientes e de outras externalidades. Assim, analogamente, pode-se relacionar essa sistematização biológica à problemática das mulheres de baixa renda que sofrem com a pobreza menstrual no Brasil, uma vez que, diferentemente da linhagem citada, precisam de recursos externos para ter qualidade de vida, os quais, por disfunção do Estado, não são concedidos, como o acesso à higiene básica. Logo, existem obstáculos para o combate desse problema: a falta de informação e a negligência do governo.

Nesse sentido, a ausência de instruções favorece uma mentalidade social que normaliza problemas. O filósofo Francis Bacon, a tal respeito, afirma que a sociedade, quando não é instruída, cria falsas noções da realidade. De fato, essa retórica baconiana é confirmativa, haja vista que, no Brasil, por falta de informações assertivas (do governo, principalmente), muitas pessoas imergem em uma bolha socioeconômica, o que reflete na idealização hegemônica de uma vida sem complicações, algo que, para a massa popular, é utópico - já que a desigualdade social perdura no país. Desse modo, alguns cidadãos de classes privilegiadas consideram que a carência menstrual é uma espécie de "devaneio", ou seja, por exemplo, que todas as mulheres têm condições de adquirir, assim como eles, absorventes com frequência. Por isso, ao não achar necessário, o apoio de parcela do povo a políticas de resolução do impasse é escasso, dificultando o combate em questão.

Em sequência, é urgente pontuar que essa luta é obstaculizada pela disfunção da máquina estatal. Nesse viés, o contratualismo - teoria política - defende que o Estado é o responsável por manter o bem-estar da sociedade. Todavia, é sabido que essa função não é efetivada, visto que, sobretudo no Brasil, os governantes, quando não investem no combate à desigualdade social, negligenciam problemas que afetam, diretamente, a população, como a trágica pobreza menstrual. Diante disso, é preciso perceber que tal inoperância é sistemática e usa a desinformação e a ocultação social como formas de invisibilizar decisões públicas desumanas, o que se comprova, por exemplo, com a conduta do presidente Jair Bolsonaro, que vetou um projeto de lei relacionado à distribuição gratuita de absorventes às mulheres de baixa renda e, sob tal lógica, foi apoiado por parte da população. Dessa maneira, "cegando" o corpo civilizado e ignorando os tormentos sociais, o governo fomenta o óbice.

Portanto, é preciso agir frente à manutenção da miséria menstrual. Para isso, a Organização das Nações Unidas precisa intervir, assertivamente, na divulgação de informações a respeito dessa complicação e, também, na aplicação de projetos legislativos que atenuem essa insalubridade que afeta milhares de mulheres pelo mundo. Essa intervenção aconteceria por meio da convocação de uma reunião com os presidentes dos países, criando debates que visem à atenção ao problema, a fim de dirimir a ocultação de informações ao povo acerca dessa realidade segregada - "estourando" a bolha existente - e de diminuir essa pobreza em pauta. Em efeito, espécies pioneiras não mais serão exemplos de analogias de como os humanos marginalizados vivem: sem recursos essenciais.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 191

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 196

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 196

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#79086
@eurodrigo, misericórdia Rodrigo o que você come? Kkkkkkk, essa redação está maravilhosa, zero defeitos. 👾
#79094
Bah, coisa boa não precisar explicar pontuação kkkkk
Redação perfeita, vi que cuida bastante com as vírgulas. A intervenção ficaria ainda mais show se sintetizasse os dois argumentos, como, por exemplo, "sensibilizar a população [...], a fim de fazer o governo atuar etc". Aliás, a sua contextualização com sucessão ecológica foi monstra kkkkkk
#79104
vanussa escreveu:@eurodrigo PARABÉNS, SUA REDAÇÃO ESTONTEANTE. ❤️
Valeu! 🥰
3m1ly escreveu:@eurodrigo, misericórdia Rodrigo o que você come? Kkkkkkk, essa redação está maravilhosa, zero defeitos. 👾
E aí, Emily! Cadê você por aqui? Quero ver mais redações suas, hein? Valeu pelos elogios, amiga. 😍
ThomasHusch escreveu:Bah, coisa boa não precisar explicar pontuação kkkkk
Redação perfeita, vi que cuida bastante com as vírgulas. A intervenção ficaria ainda mais show se sintetizasse os dois argumentos, como, por exemplo, "sensibilizar a população [...], a fim de fazer o governo atuar etc". Aliás, a sua contextualização com sucessão ecológica foi monstra kkkkkk
Fala, Thomas! Valeu pelos elogios, irmão. Tentei sintetizar ao máximo essa conclusão, bote fé. Os desenvolvimentos ficaram grandes e eu precisava fazer um último parágrafo que coubesse na folha kkkkkk. Sucessão ecológica foi uma boa sacada, né? Haha! Abraço! :lol:
#79116
eurodrigo escreveu:
vanussa escreveu:@eurodrigo PARABÉNS, SUA REDAÇÃO ESTONTEANTE. ❤️
Valeu! 🥰
3m1ly escreveu:@eurodrigo, misericórdia Rodrigo o que você come? Kkkkkkk, essa redação está maravilhosa, zero defeitos. 👾
E aí, Emily! Cadê você por aqui? Quero ver mais redações suas, hein? Valeu pelos elogios, amiga. 😍
ThomasHusch escreveu:Bah, coisa boa não precisar explicar pontuação kkkkk
Redação perfeita, vi que cuida bastante com as vírgulas. A intervenção ficaria ainda mais show se sintetizasse os dois argumentos, como, por exemplo, "sensibilizar a população [...], a fim de fazer o governo atuar etc". Aliás, a sua contextualização com sucessão ecológica foi monstra kkkkkk
Fala, Thomas! Valeu pelos elogios, irmão. Tentei sintetizar ao máximo essa conclusão, bote fé. Os desenvolvimentos ficaram grandes e eu precisava fazer um último parágrafo que coubesse na folha kkkkkk. Sucessão ecológica foi uma boa sacada, né? Haha! Abraço! :lol:

Voltando as origens ksksksks, aliás eu escrevi uma redação recentemente, quando você tiver um tempo, pode dar uma olhadinha lá? 🤝
#79316
Parabéns pela redação, realmente está muito bem construída, indica muito conhecimento da sua parte, tem uso correto de pontuação e muita coesão. Minha única observação é que você deveria ter usado o termo "pessoas que menstruam" ou algum semelhante, ao invés de relacionar apenas mulheres ao ciclo menstrual, o que deixa de fora os homens trans, pessoas não-binárias e crianças que passam por isso também e podem estar incluídos na pobreza menstrual, sem contar que existem muitas mulheres que não menstruam por diversos motivos. :D

Se puder corrigir minha redação no link post79309.html#p79309, agradeço imensamente. Abraço e bons estudos.

Excelente redação amigo.

@eurodrigo poderia dar uma olhada?

Correção flash • Modelo ENEM […]

Correção flash • Modelo ENEM […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM