• Avatar do usuário
#63698
Na mitologia grega, Sísifo foi condenado por Zeus a rolar uma enorme pedra morro acima eternamente. Por isso, todos os dias, Sísifo atingia o topo do monte, entretanto era vencido pela exaustão, assim a pedra retornava à base. De maneira análoga, esse mito assemelha-se à luta cotidiana dos cidadãos portadores do vírus HIV, os quais buscam ultrapassar as barreiras impostas pela sociedade, uma vez que o preconceito ligado à essas pessoas deve-se à falta de conhecimento da população sobre o tema e a ausência de educação sexual nas escolas.
Primordialmente, é imprescindível destacar que, a Constituição Federal de 1988 dispõe ser dever do Estado promover o bem de todos sem preconceitos e tem como fundamento a dignidade humana. Nesse sentido, é notória a ineficácia do Poder Executivo, visto que com a falta de conhecimento da população sobre o HIV, o preconceito faz-se presente. Diante disso, a sociedade acredita que a doença é altamente contagiosa e não está ciente que, se tratada, os portadores podem ter uma boa qualidade de vida. Sob esse viés, as pessoas discriminam os infectados acreditando que sejam um perigo para o restante dos cidadãos, fazendo com que os fundamentos da dignidade humana permaneçam no papel. Inegavelmente, esse fato configura prejulgamento e é contrário aos princípios da Constituição Federal.
Deve-se abordar, ainda, que a ausência de educação sexual nas escolas é outra impulsionadora da discriminação, pois, sem o ensinamento de métodos contraceptivos e as doenças que podem ser acarretadas com a relação sexual desprotegida, forma-se mais gerações ignorantes ao assunto. Somado a isso, as famílias que, enraizadas à intolerância, relacionam esse ensinamento à algo impróprio para se educar os estudantes, já que também não obtiveram esse conhecimento durante sua formação escolar e continuam perdurados ao tabu que supõe desnecessário o estudo e precaução de doenças sexualmente transmissíveis. No entanto, segundo o pensador e ativista francês Michel Focault, é preciso mostrar às pessoas que elas são mais do que pensam para quebrar pensamento errôneos construídos em outros momentos históricos. Assim, uma mudança nos valores da sociedade é fundamental para transpor os impasses à garantia de respeito às pessoas com o vírus da AIDS.
Portanto, medidas são necessárias para o combate à discriminação contra portadores de HIV. Para isso, urge que o Ministério da Educação (MEC) em conjunto com o Ministério da Saúde (MS) - maior órgão responsável pela saúde pública, criar um projeto educacional para ser desenvolvido nas escolas o qual promova palestras e seminários para promover a conscientização, o entendimento sobre a educação e a importância da prática sexual segura de modo a prevenir mais casos e combater o preconceito. Desse modo, a realidade distanciar-se-à do mito grego e os Sísifos brasileiros vencerão o desafio de Zeus.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

eurodrigo pode corrigir pra mim por favor???? E[…]

Corrijam pra mim por favor 🥺🤍

hel0oooo , Ei!!! Estou muito animada para[…]

Tinha corrigido tudo certinho e mandei errado afs […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM