Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#39562
No documentário "Ex-Pajé", ele conta que no passado muitas pessoas o procurava em busca de alguns remédios caseiros. Atualmente, muitos indivíduos não só ainda se automedição através dessas respeitas caseiras que são passadas para as próximas gerações,mas também por meio de tratamentos farmacêuticos.Sob tal ótica, se faz nescessário o combate à automedicação no Brasil,pois, o uso de medicamentos sem recomendação médica pode trazer muitos problemas para a população, como a resistência antimicrobiana e intoxicação por superdosagem.

Em princípio, a resistência antimicrobiana é uma grave consequência da automedição. Segundo entidades ligadas a Organização das Nações Unidas (ONU) , o uso de medicamentos sem prescrição médica pode matar até 10 milhões de pessoas por ano em todo o mundo. Essa estatística se baseia na capacidade que esses microrganismos tem de se modificar, a qual os tornar mais resistentes.Desse modo, os brasileiros precisam se conscientizarem sobres tais riscos que estão tomando para sua saúde.


Ademais, a superdosagem pode levar muitas pessoas a intoxicação, seja ela decorrente de remédios farmacêuticos que são mais comum, como também por evas medicinais. Tal prática, pode ser comparada com um provérbio chinês que fala o quanto um momento de impaciência pode arruinar toda uma vida. Nesse sentido, essa constume em vez de melhorar as dores como o desejável acabam causando algo muito pior, como a intoxicação, que em sua forma crítica pode levar a morte. Sendo assim, se isso não mudar o número de óbitos só aumentará.

Portanto, medidas devem ser criadas para compater à automedicação. Para isso, o Ministério da saúde justamente com a Organização Mundial da Saúde (OMS), deverão criar campanha de conscientização à população, de maneira que mostre a ela o número de casos de mortes e o perigoso da residência antimicrobiana,para mostrar o quão perigosa pode se tornar essa prática .Assim, as pessoas tomarão conhecimento para seguir a orientação médica conforme o correto e não agir de forma imprudente como dito no provérbio chinês.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 107

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 127

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 133

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#40639
P300 escreveu:No documentário "Ex-Pajé", ele conta que no passado muitas pessoas o procurava em busca de alguns remédios caseiros.
claro!

Introdução: Quando você fala "No documentário "Ex-Pajé", ele conta que no passado muitas pessoas o procurava em busca de alguns remédios caseiros. " você cita esse "ele" mas não fica claro quem é ele.
Também há alguns erros de escrita
Com exceção dessas coisas, a introdução está boa e tem uma tese boa também


Desenvolvimento: 1 Você trouxe o dado estatístico (o que é muito bom) mas faltou você falar mais, faltou argumentar em cima dessa dado, você só fechou dizendo "Desse modo, os brasileiros precisam se conscientizarem sobres tais riscos que estão tomando para sua saúde." mas poderia ter falado mais, já que a argumentação é muito importante, tente argumentar mais e mostrar mais SEU ponto de vista


Desenvolvimento 2: Achei ótimo você ter trazido esse provérbio chinês, mas como disse sobre o d1, você poderia ter argumentado, discorra mais sobre, use suas palavras pra falar do tema. Mas nesse parágrafo você já argumentou mais do que no d1, isso é bom


Conclusão: Falta detalhar mais um pouco a sua proposta, mas ela tem os elementos agente, ação, modo/meio e finalidade, só faltou o detalhamento mesmo. Acho que ela seria 160 ao invés de 120 como coloquei, vou mudar
#40684
laaisx escreveu:
P300 escreveu:No documentário "Ex-Pajé", ele conta que no passado muitas pessoas o procurava em busca de alguns remédios caseiros.
claro!

Introdução: Quando você fala "No documentário "Ex-Pajé", ele conta que no passado muitas pessoas o procurava em busca de alguns remédios caseiros. " você cita esse "ele" mas não fica claro quem é ele.
Também há alguns erros de escrita
Com exceção dessas coisas, a introdução está boa e tem uma tese boa também


Desenvolvimento: 1 Você trouxe o dado estatístico (o que é muito bom) mas faltou você falar mais, faltou argumentar em cima dessa dado, você só fechou dizendo "Desse modo, os brasileiros precisam se conscientizarem sobres tais riscos que estão tomando para sua saúde." mas poderia ter falado mais, já que a argumentação é muito importante, tente argumentar mais e mostrar mais SEU ponto de vista


Desenvolvimento 2: Achei ótimo você ter trazido esse provérbio chinês, mas como disse sobre o d1, você poderia ter argumentado, discorra mais sobre, use suas palavras pra falar do tema. Mas nesse parágrafo você já argumentou mais do que no d1, isso é bom


Conclusão: Falta detalhar mais um pouco a sua proposta, mas ela tem os elementos agente, ação, modo/meio e finalidade, só faltou o detalhamento mesmo. Acho que ela seria 160 ao invés de 120 como coloquei, vou mudar

O detalhamento da conclusão é "para mostrar o quão perigosa pode se tornar essa prática "
Mas acho que não apareceu evidente
#41540
>>CORREÇÃO DE REDAÇÃO<<

TEMA: O combate à automedicação no Brasil.
Por: @P300


:arrow: INTRODUÇÃO

"No documentário "Ex-Pajé", ele(1) conta que no passado muitas* pessoas o procurava(2) em busca de alguns remédios caseiros*. Atualmente, muitos* indivíduos não só ainda se automedição(3) através dessas respeitas(4) caseiras* que são passadas para as próximas gerações,mas também por meio de tratamentos farmacêuticos.Sob tal ótica(5), se faz(6) nescessário(7) o combate à automedicação no Brasil,pois,(8) o uso de medicamentos sem recomendação médica pode trazer muitos problemas para a população, como a resistência antimicrobiana e intoxicação por superdosagem."

* Cuidado com as repetições.
(1) Ele quem?
(2) "muitas pessoas o procuravam".
(3) Creio que você quis dizer "automedicam".
(4) Creio que você quis dizer "receitas".
(5) Recomendo que utilize outro conectivo (que dê ideia de conclusão). Ex: "desse modo", "assim", "dessa maneira", "logo", etc.
(6) O correto é "faz-se", pois há pausa antes do verbo.
(7) "necessário".

(8) Vírgula desnecessária.


Comentários: Bom, o seu parágrafo está estruturalmente razoável, pois está bastante desorganizado, então recomendo que se atente mais à organização das ideias e palavras (para que não fique confuso). Além disso, cuidado com as repetições e a ortografia das palavras.

1. Repertório:
"No documentário 'Ex-Pajé', ele conta que no passado muitas pessoas o procurava em busca de alguns remédios caseiros."
>> Como eu já disse antes, quem é esse "ele"? O documentário? O protagonista do documentário? Você não deixou claro. Por isso o período ficou bastante confuso.

2. Contextualização:
"Atualmente, muitos indivíduos não só ainda se automedição através dessas respeitas caseiras que são passadas para as próximas gerações,mas também por meio de tratamentos farmacêuticos."
>> Ao meu ver esse período ficou extremamente confuso, creio que ele poderia ser melhor elaborado. Assim ficaria mais organizado: "Atualmente, muitos indivíduos se automedicam através de receitas caseiras passadas de geração em geração, já outros realizam tal ação mediante tratamentos farmacêuticos."

3. Tese + argumentos:
"Sob tal ótica, se faz nescessário o combate à automedicação no Brasil,pois, o uso de medicamentos sem recomendação médica pode trazer muitos problemas para a população, como a resistência antimicrobiana e intoxicação por superdosagem."
>> Não tenho muito o que falar dessa parte, pois ela está boa (tirando os erros que eu sinalizei lá em cima.
#41542
DESENVOLVIMENTO 1

"Em princípio(1), a resistência antimicrobiana é uma grave consequência da automedição(2). Segundo entidades ligadas a(3) Organização das Nações Unidas (ONU) , o uso de medicamentos sem prescrição médica pode matar até 10 milhões de pessoas por ano em todo o mundo. Essa estatística se baseia na capacidade que esses microrganismos tem(4) de se modificar, a qual os tornar(5) mais resistentes.Desse modo, os brasileiros precisam se conscientizarem(6) sobres tais riscos que estão tomando para sua saúde."

(1) "A princípio" fica melhor.
(2) "automedicação".
(3) Aqui tem uma crase.
(4) "têm".
(5) "torna".
(6) "conscientizar".


1. Tópico frasal:
"Em princípio, a resistência antimicrobiana é uma grave consequência da automedição."
>> Excelente, nada a falar (tirando as observações que já fiz acima).

2. Repertório:
"Segundo entidades ligadas a Organização das Nações Unidas (ONU) , o uso de medicamentos sem prescrição médica pode matar até 10 milhões de pessoas por ano em todo o mundo."
>> Repertório bom e pertinente ao tema, faltou apenas especificar que entidades são essas.

3. Contextualização + argumentação:
"Essa estatística se baseia na capacidade que esses microrganismos tem de se modificar, a qual os tornar mais resistentes."
>> Período extremamente curto, vago e pouco argumentativo. Como você comprova essa questão da modificação dos microrganismos? E o que isso tem haver com o tema e o repertório?

4. Conclusão interna do parágrafo:
"Desse modo, os brasileiros precisam se conscientizarem sobres tais riscos que estão tomando para sua saúde."
>> Nada a falar.
#41545
DESENVOLVIMENTO 2

"Ademais, a superdosagem pode levar muitas pessoas a(1) intoxicação, seja ela decorrente de remédios farmacêuticos que são mais comum, como também por evas medicinais. Tal prática,(2) pode ser comparada com um provérbio chinês que fala o quanto um momento de impaciência pode arruinar toda uma vida. Nesse sentido, essa constume(3) em vez de(4) melhorar as dores como o desejável acabam causando algo muito pior, como a intoxicação, que em sua forma crítica pode levar a(5) morte. Sendo assim, se isso não mudar o número de óbitos só aumentará."

(1) Aqui tem uma crase.
(2) Vírgula desnecessária.
(3) Creio que você quis dizer "esse costume".
(4) Esse "em vez de" é coloquial demais.
(5) Aqui tem uma crase.


1. Tópico frasal:
"Ademais, a superdosagem pode levar muitas pessoas a intoxicação, seja ela decorrente de remédios farmacêuticos que são mais comum, como também por evas medicinais."
>> Ficou bom, porém grande demais.

2. Repertório:
"Tal prática, pode ser comparada com um provérbio chinês que fala o quanto um momento de impaciência pode arruinar toda uma vida."
>> Repertório bom e pertinente ao tema.

3. Contextualização + argumentação:
"Nesse sentido, essa constume em vez de melhorar as dores como o desejável acabam causando algo muito pior, como a intoxicação, que em sua forma crítica pode levar a morte."
>> Período extremamente curto, vago e pouco argumentativo. Como você comprova essa questão da melhora das dores? E porque a intoxicação é uma das possíveis consequências do problema?

4. Conclusão interna do parágrafo:
"Sendo assim, se isso não mudar o número de óbitos só aumentará."
>> Nada a falar.
#41546
CONCLUSÃO

"Portanto, medidas devem ser criadas para compater(1) à(2) automedicação. Para isso, o Ministério da saúde(3) justamente(4) com a Organização Mundial da Saúde (OMS), deverão(5) criar campanha de conscientização à população, de maneira que mostre a ela o número de casos de mortes e o perigoso(6) da residência(7) antimicrobiana,para mostrar o quão perigosa pode se tornar essa prática .Assim, as pessoas tomarão conhecimento para seguir a orientação médica conforme o correto e não agir de forma imprudente como dito no provérbio chinês."

(1) "combater".
(2) Não tem essa crase.
(3) Faltou uma vírgula aqui.
(4) "juntamente".
(5) "deverá".
(6) "perigo".
(7) Não seria "resistência"?


1. Agente(s):
"o Ministério da saúde justamente com a Organização Mundial da Saúde (OMS)".
>> Nada a falar sobre.

2. Ação:
"criar campanha de conscientização à população"
>> Que campanha é essa? Em que meio(s) de comunicação ela será apresentada? Qual o objetivo dessa campanha?

3. Meio + finalidade:
"de maneira que mostre a ela o número de casos de mortes e o perigoso da residência antimicrobiana,para mostrar o quão perigosa pode se tornar essa prática"
>> Achei essa parte confusa. Poderia ser melhor elaborada.

Comentários: Sua proposta está confusa e incompleta. Faltou o detalhamento.

Geralcinoj Obrigadaaa😊😊 Disponha! Corrigind[…]

A constituição Federal garante o dir[…]

GlendaMorais dudaramos1 Ashiley Nicole18 […]

Segundo dados do Ministério da Saúde[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM