Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
Por Gabrieljlc
#47980
Em 1955, a campanha "Cowboy da Malboro" populariza o tabagismo como sinônimo de liberdade e autoconfiança. Nessa conjuntura, a publicidade endossa e romantiza o ato de fumar, afim de padronizá-lo. Hoje, é notório as consequências nocivas acerca do fumo, no entanto, tal prática incorpora-se em outros aspectos da vida contemporânea, especialmente na dependência rodoviária. Dessa maneira, nota-se que o vício automobilístico reproduz e reforça o comportamento visto, por efeito da inoperância governamental, promovendo altos impactos ambientais.
    Diante desse prisma, é fulcral ressaltar que essa inobservância cristaliza a cultura do carro. A partir do "Contrato Social", o filósofo John Locke defende que, para a conservação da ordem, o Estado deve assegurar direitos inalienáveis, sobretudo, a liberdade de ir e vir. Conquanto, tal garantia contratualista não é efetuada, visto que o domínio rodoviário impossibilita uma adequada mobilidade, em razão da falta de planejamento urbano, que é evidenciado pela má elaboração do Plano Diretor de Manaus, onde a política de deslocamento não é efetiva, privando a qualificação e a integração de meios alternativos no transporte. Desse modo, não apenas o fumo, mas também essa hegemonia corroboram para grandes imbróglios sociais.
     Ademais, outro fator a salientar é que, assim como no tabaco, o automóvel potencializa fortes danos ambientais. No filme “Wall-e”, é retratado, por meio da queima de poluentes, um futuro nefasto no qual a Terra torna-se inabitável devido à grande poluição atmosférica. Sob essa óptica, é nítido que, assim como na animação, o complexo automotivo intensifica diversas mazelas ambientais, como a Inversão Térmica, em que a excessiva emissão de hidrocarbonetos — grupo de compostos orgânicos nocivos — causa grandes problemas de saúde: intoxicação, doenças respiratórias e problemas cardiovasculares. Portanto, depreende-se que a grande invenção para o transporte é o principal agente poluidor e, consequentemente, da nossa saúde.
     Constata-se, dado o exposto, que o "cigarro motorizado" é nocivo seja para a sociedade, seja para o meio ambiente. Destarte, é de suma importância que o Ministério da Infraestrutura, associado aos fabricantes de veículos e de combustíveis, estabeleça uma política de circulação sustentável, por meio de capitais estatais, adotando o uso de conversores catalíticos e de biocombustíveis, como o etanol, oferecendo-lhes incentivos fiscais, a fim de atenuar os níveis de substâncias prejudiciais à saúde. Assim, distanciar esse meio de transporte da campanha Malboro.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

DavidBRBut , você poderia corrigir minha r[…]

Damiana Mathilda Mariaraujo Por favor, se pu[…]

__Machado de Assis, escritor e poeta brasileiro, r[…]

Eu publiquei a minha redação mas n&a[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM