• Avatar do usuário
#69474
O Artigo 1º da Declaração Universal dos Direitos Humanos explica que todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. Embora seja uma conquista, o problema da falta de cultura dos direitos continua presente, visto que há escassez de conhecimento da população sobre seus direitos. Dessa forma, em razão da negligência governamental e da má influência midiática, emerge um problema complexo, que precisa ser revertido.
Diante disso, em primeira análise, a omissão do governo é um desafio presente no problema. Djamila Ribeiro explica que é preciso tirar uma situação da invisibilidade para que soluções sejam promovidas. Porém, há um silenciamento instaurado na questão dos direitos brasileiros, uma vez que ao observar às comunidades instaladas ao redor das metrópoles do país é nítido a falta de saneamento básico, além da necessidade de moradia, já que há grande parte da população nas ruas. Tais pessoas não têm conhecimento sobre seus direitos e não compreendem como recorrer ao Estado. Assim, urge tirar essa situação da dissimulação para atuar sobre ela, como defende a pensadora.
Em segundo plano, é preciso ressaltar a falta da mídia abordando o problema. De acordo com o filósofo Aristóteles, a base da sociedade é a justiça. Sob essa lógica, se há um problema social, tem como estrutura a justiça. No que tange os direitos humanos, verifica-se uma forte influência dessa causa, posto que a mídia não tem cumprido seu papel de informar e explicar o problema, dado que não tem abordado essa problemática em suas plataformas; desconsiderando aqueles que não têm conhecimento sobre seus direitos.
Portanto, uma intervenção faz-se necessária. O governo, propriamente o Ministério da Cidadania, deve promover um programa público, semelhante ao Bolsa Família, de modo que de visibilidade aos direitos humanos e atenda as necessidades das pessoas. A partir dessas ações, o programa deve ser posto em todos os estados do país, contendo uma sede que atenda a população local. Essa ação tem por finalidade promover o bem-estar dos indivíduos e ajudá-los a compreender as situações que envolve-os diretamente. Dessa maneira, o Brasil poderá superar a lacuna da cultura dos direitos humanos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

No século XX [1] o assédio já[…]

Sangue raro

A série médica americana "Grey'[…]

@Emyl Na música " Secretária &q[…]

O futuro é igual ao passado?

O filme estadunidense "Acusados" retrata[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM