Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#57846
No filme O Homem Invisível(2020), Elisabeth Moss interpreta uma mulher cujo ex-companheiro abusivo comete suicídio, deixando muito dinheiro após sua morte. A protagonista suspeita que a morte do abusador foi uma farsa e, após diversas coincidências letais, precisa reunir provas de que está sendo caçada por alguém invisível antes que seja tarde demais. Mesmo sendo uma ficção, o filme nos traz em seu enredo a realidade assustadora de muitas pessoas, principalmente do sexo feminino, vítimas da violência doméstica no Brasil, que obteve um aumento lamentável durante o período de isolamento social.
Segundo a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, houve um aumento de 35% nas denúncias de violência contra a mulher em abril de 2020 ao comparar com os números da mesma época no ano passado, e não para por aí: De acordo com um levantamento realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 16 milhões de brasileiras com mais de 16 anos sofreram algum tipo de violência no país, e a maioria foi dentro de casa. No atual cenário de pandemia muitas dessas vítimas permanecem com o agressor por tempo integral, dependendo de vizinhos para fazer denúncias que, muitas vezes, devido ao burocratizado e corrompido sistema de segurança pública nacional, não dão em nada e podem inclusive deixar o agressor com raiva de sua companheira, levando-o muitas vezes a assassiná-la em momento de raiva.
Embora o feminicídio seja considerado hediondo pela lei brasileira 13.104, ainda é rotineiro encontrar facilmente casos e mais casos nos noticiários, jornais e até no dia a dia, muitos sem resolução. Geralmente o feminicídio ocorre porque a vítima, intimidada, não denuncia o agressor, que se vê livre para terminar o que começou. Além do medo, há também o constrangimento que muitas mulheres sofrem ao falar abertamente sobre o caso e/ou recorrer à Justiça, como é o caso da blogueira Mariana Ferrer, que foi brutalmente humilhada pelo advogado do réu durante a audiência gerada após Mariana ter denunciado André de Camargo Aranha de tê-la estuprado. Mesmo havendo provas, o empresário foi julgado por “estupro culposo”, crime que obviamente não existe, já que é impossível cometer estupro sem intenção de estuprar.
Para evitar ou pelo menos reduzir casos como o de Mariana Ferrer e também a ocorrência da violência doméstica durante o período de pandemia e pós-pandemia é imprescindível que prefeituras de todas as cidades aumentem o número de Delegacias da Mulher que não somente existam, mas que promovam rondas e visitas esporádicas em todas as localidades de maior incidência e desconfiança de vizinhos. Além disso, é preciso começar a educação anti-violência contra a mulher nas escolas, desde as creches, evitando assim que os meninos de hoje se tornem os homens invisíveis de amanhã.

(A redação é relativamente antiga, a redigi em 2020 quando o caso Mariana Ferrer estava em alta)
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A Prática do Bullying tem si tornado cada v[…]

No que se refere à democratizaç&atil[…]

Violência Naturalizada O desvalor, e […]

Em pleno século XXI transtornos mentais &ea[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM