Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#57070
O abandono de incapazes no Brasil acontece mais nas situações em que a maioria dos pais acabam deixando seus filhos sozinhos devido às suas condições de vida, na qual a pobreza é o porquê de milhares de crianças não terem um lar. Além que o Governo falha em tomar mais medidas para as pessoas que são abandonadas, tendo a falta de ações em mais leis como a do artigo 133 que propõe uma detenção e reclusão à casos do descuido de indivíduos.
O abandono de incapazes no Brasil acontece, principalmente, em situações nas quais pais acabam deixando seus filhos sozinhos devido às suas condições de vida, em que a pobreza é o porquê de milhares de crianças não terem um lar. Atrelado a isso, o Governo falha em tomar medidas eficazes para a população abandonada, tendo a falta de ações em mais leis como a do artigo 133 que propõe uma detenção e reclusão à casos do descuido de indivíduos.
O documentário dirigido por Alexandre Mortagua da produtora O Baile Filmes, retrata a história de vinte e dois personagens que cresceram sem um laço maternal e paternal, sendo abandonados desde os cincos anos de idade que vem da parte de uma realidade bastante sensível sobre como se dá a parentalidade no Brasil. Hoje em dia diante a uma pandemia os orfanatos estão acolhendo as crianças de ruas ademais das outras que já moravam, entretanto, esses locais estão ficando cada vez mais cheios e por isso não conseguem abrigar todos os menores de idade, puxando o que o documentário aborda dessa situação que é falar em que nos dias brasileiros a maioria dos garotos e garotas são deixados pelos seus pais desde pequenos e acabam vivendo na rua ou no orfanato.
Os pais rejeitam seus filhos na maioria das vezes por ter uma gravidez indesejada, apesar que muitas das mulheres acabam abortando, porém devido a ilegalização, umas preferem optar pelo abandono do que correr o risco de vida, mas mesmo assim a maioria dessas jovens preferem abortar. O que entra em pauta é que o governo não apoia a legalização e assim mostra para o povo brasileiro que é melhor gerar o indivíduo e “largá-lo” na rua, sendo que na maior parte as crianças sem uma mãe ou pai não tem um abrigo, mesmo com leis sobre essa questão ainda não é o suficiente para diminuir o abandono dessas pessoas.
Dessa maneira seria exigido do governo mais leis para punir o descuido de menores de idade, propondo uma muta de uma taxa de valor média para aqueles que abandonassem oferecendo lar, comida, educação e saúde. Além de outra forma que seria legalizar o aborto, pois proibir abortar só aumenta os números de descuidos de menores, assim permitindo, não só diminuiria casos assim como impediria de acontecer.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#57071
O abandono de incapazes no Brasil acontece, principalmente, em situações nas quais pais acabam deixando seus filhos sozinhos devido às suas condições de vida, em que a pobreza é o porquê de milhares de crianças não terem um lar. Atrelado a isso, o Governo falha em tomar medidas eficazes para a população abandonada, tendo a falta de ações em mais leis como a do artigo 133 que propõe uma detenção e reclusão à casos do descuido de indivíduos.
O documentário dirigido por Alexandre Mortagua da produtora O Baile Filmes, retrata a história de vinte e dois personagens que cresceram sem um laço maternal e paternal, sendo abandonados desde os cincos anos de idade que vem da parte de uma realidade bastante sensível sobre como se dá a parentalidade no Brasil. Hoje em dia diante a uma pandemia os orfanatos estão acolhendo as crianças de ruas ademais das outras que já moravam, entretanto, esses locais estão ficando cada vez mais cheios e por isso não conseguem abrigar todos os menores de idade, puxando o que o documentário aborda dessa situação que é falar em que nos dias brasileiros a maioria dos garotos e garotas são deixados pelos seus pais desde pequenos e acabam vivendo na rua ou no orfanato.
Os pais rejeitam seus filhos na maioria das vezes por ter uma gravidez indesejada, apesar que muitas das mulheres acabam abortando, porém devido a ilegalização, umas preferem optar pelo abandono do que correr o risco de vida, mas mesmo assim a maioria dessas jovens preferem abortar. O que entra em pauta é que o governo não apoia a legalização e assim mostra para o povo brasileiro que é melhor gerar o indivíduo e “largá-lo” na rua, sendo que na maior parte as crianças sem uma mãe ou pai não tem um abrigo, mesmo com leis sobre essa questão ainda não é o suficiente para diminuir o abandono dessas pessoas.
Dessa maneira seria exigido do governo mais leis para punir o descuido de menores de idade, propondo uma muta de uma taxa de valor média para aqueles que abandonassem oferecendo lar, comida, educação e saúde. Além de outra forma que seria legalizar o aborto, pois proibir abortar só aumenta os números de descuidos de menores, assim permitindo, não só diminuiria casos assim como impediria de acontecer.

Promugada pela ONU em 1948, a declaraç&atil[…]

Sua redação não encaixa corre[…]

O filósofo francês Sartre defende que[…]

"Só pro meu prazer..."

Obrigada Ashiley , ficarei mais atenta quanto as […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM