• Avatar do usuário
#67333
O que realmente levamos da escola para a vida?
Atualmente, a maioria dos jovens se questiona sobre os conteúdos aprendidos na escola, o que levaremos para a vida adulta depois de praticamente 13 anos na escola. A escola dá conteúdos diversificados, para dar uma base de algumas possíveis formações que o aluno pode escolher, como engenheiro, professor ou jornalista, por exemplo. Porém, a maioria dos alunos não quer seguir essas profissões, e acabam não usando nem 70% do conteúdo estudado durante anos, fazendo-os se questionar se é realmente necessário aprender tudo aquilo, pensando .
O papel da escola é alfabetizar e dar conhecimento às crianças. Com a matemática, aprendemos fórmula de Báskara, relação de seno, cosseno e tangente, entre outras coisas que realmente se não escolhermos ser, por exemplo, professor de matemática, nunca mais os veremos na nossa vida, mas é importante estarmos cientes de que isso existe, e ajuda o aluno a ver com o que ele se dá melhor, ajudando na escolha da sua futura faculdade e profissão. Agora, no português, aprendemos as regras gramaticais e sintaxe, que já serão úteis para várias áreas, sendo utilizada para a escrita de redações, produção de artigos e relatórios, sendo algo utilizável no dia a dia que, na maioria dos empregos, é algo essencial de se saber.
Porém a vida escolar não é só provas, trabalhos e testes, mas sim, é um tipo de treinamento, como ter responsabilidade e comprometimento, fazer trabalhos em grupo, lidar com consequências e administrar expectativas. A organização também é algo fundamental que a escola nos ajuda a desenvolver, sendo indispensável na vida adulta, administrando as tarefas e compromissos do cotidiano. Ainda assim, muitos alunos pensam em matérias que seriam de extrema utilidade na escola, como educação financeira, defesa pessoal e primeiros socorros, pois atualmente, se quisermos saber um pouco mais sobre qualquer um desses assuntos, temos que pagar cursos, sendo que poderia ser algo disponível gratuitamente para a sociedade e que seria de grande ajuda em inúmeras situações.
Portanto, a escola deveria continuar exercendo seu papel de alfabetizar e dar conhecimento, mas sendo mais aberta para matérias extracurriculares importantes como os primeiros socorros e educação financeira, pois a maioria dos jovens adultos não sabe investir, muito menos o que fazer em caso de uma pessoa estar tendo, por exemplo, uma convulsão ou ataque cardíaco.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Oi. Ainda hoje eu tento corrigir sua redaç[…]

Spayke , Oi bom dia, eu como só sou um es[…]

oi gente, bom dia esperam que estejam bem quando t[…]

Sabemos que a meritocracia na sociedade brasileira[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM