Avatar do usuário
Por MariaStorck
Quantidade de postagens
#127299
A constituição Federal de 1988 explicita que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza. No entanto, a violação de tal igualdade é perceptível quando tratamos dos desafios para o enfrentamento da invisibilidade da mulher nos trabalhos de cuidados, sendo revelada pela persistência de um legado negativo, contruido por uma sociedade desigual e uma ignorância estatal.

Em primeiro caso, é notório que um dos fatores qua ainda influenciam tais desafios é o processo histórico brasileiro. Desde a antiguidade as mulheres eram alvos de distinção, assumindo papéis inferiores aos dos homens, ligados a estereótipos de cuidado e afeição, como afazeres domésticos e reprodução, gerando uma bagagem cultural patriarcal. Atualmente essa bagagem reflete na desigualdade de gênero submetendo as mulheres a uma descabida insignificância.

Outrossim, segundo John Locke, o papel do Estado no contrato social é garantir amplo direito aos cidadãos, incluindo assim a igualdade, porém, tal situação infere as inconvenientes falhas dessa garantia, explicitadas na ausência de medidas governamentais que buscam combater a desvalorização do trabalho feminino, impulsionando a perpetuação da desigualdade salarial e social da mulher ante o homem, rebaixando a importância dessa função e tornando-a imperceptível perante a sociedade.

Logo, é indiscutível a necessidade de medidas para que o enfrentamento de tais desafios deixe de ser apenas um campo em desenvolvimento. Para tanto, o Governo deve empregar maior propagação de campanhas e anúncios, seja por meios televisivos ou panfletários, para que visem conscientizar sobre a necessidade da atuação no trabalho de cuidado. Além disso, a instituição e revisão de leis dispondo de uma minuciosa consideração da justa igualdade salarial e empregatícia, para que o cenário atual de inferioridade e invisibilidade feminina seja quebrado, tornando o Brasil um país que garante a defesa dos direitos fundamentais aos seus cidadãos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
123 Exibições
por MACX
0 Respostas 
102 Exibições
por Henriquexxi
0 Respostas 
73 Exibições
por Lovy
0 Respostas 
89 Exibições
por melisamm1000
0 Respostas 
85 Exibições
por Voutotalizar
Não tem tema :/
por Liciaaa0    - In: Outros temas
0 Respostas 
42 Exibições
por Liciaaa0
Todos tem direito à educação
por Jullas    - In: Outros temas
0 Respostas 
78 Exibições
por Jullas
0 Respostas 
88 Exibições
por cylada
1 Respostas 
97 Exibições
por juanblei
0 Respostas 
134 Exibições
por gabi1101

Maxy Sooofll yagorodoli JoaoPedro72

Utilize o número do artigo, ao invés[…]

Texto corrigido: Segundo o educador brasileiro Pa[…]

Redação Corrigida: A vergonha e o p[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM