• Avatar do usuário
#72482
O artigo 5° da Constituição Federal de 1988 garante, entre outros, o direito de ir e vir a todos os cidadãos brasileiros. No entanto, tal direito é deturpado, visto que os grandes engarrafamentos nas cidades impedem a livre locomoção dos indivíduos. Sendo assim, faz se imprescindível analisar as causas de tal problemática, dentre elas podemos citar: a falta de uma infraestrutura adequada nas estradas e o excessivo número de veículos que se encontram nas ruas diariamente.
Em primeira análise, vale ressaltar que na década de 50 com o lema “50 anos em 5” o governo de Juscelino Kubistchek acelerou a industrialização brasileira, que seguindo o modelo de países subdesenvolvidos foi rápida e desordenada, provocando dessa maneira um grande êxodo rural e consequentemente o aumento da população urbana. No entanto, a infraestrutura não acompanhou o crescimento exorbitante das cidades, causando diversos problemas, como a falta de mobilidade, por exemplo. Uma das consequências dessa precária infraestrutura, que pode ser vista ainda mesmo nos dias atuais, são os acidentes de trânsito, que decorrem, frequentemente, pelo fato de não haver rodovias, sinalização e pavimentos adequados, o que coloca a vida de inúmeras pessoas em risco. Dessa maneira faz se necessário a adoção de medidas para que a locomoção se torne mais segura.
Outrossim, apesar de a bicicleta e o transporte público serem veículos que ocupam menos espaço nas rodovias, são os menos utilizados pelos brasileiros, isso se dá pela falta de ciclovias adequadas para os ciclistas e pela precariedade do transporte coletivo, que não oferece condições apropriadas e seguras aos passageiros. Sendo assim, cresce o número de veículos individuais nas cidades, que além de levarem poucas pessoas, ocupam mais espaço nas rodovias, causando um maior engarrafamento e poluição do ar. Prejudicando assim, tanto o meio ambiente como também a saúde e qualidade de vida das pessoas.
Logo, fica evidente a necessidade do Ministério da Infraestrutura investir no melhoramento das rodovias, com a elaboração de ciclofaixas, sinalização e pavimento adequados e, através de campanhas nas plataformas midiáticas, como televisão e redes sociais, promover a conscientização e incentivar as caronas coletivas, bem como o uso de bicicletas, visando uma redução dos veículos nas ruas e uma maior qualidade de locomoção aos cidadãos. Somente dessa maneira o brasileiro desfrutará plenamente de seu direito de ir e vir.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

De acordo com o Artigo Sétimo da Constitui&[…]

Saúde Pública no Brasil

OLÁ! Tudo bem? Espero que seu dia estej[…]

3m1ly aaah muito obrigada pela correç&ati[…]

Consumismo no Brasil

Eraldonunes eurodrigo Gi69 Anne24 Lol[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM