Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#38896
Émile Durkheim afirmava que a sociedade era como um organisms vivo no qual o Estados seria o cérebro. Sem o seu estímulo correto e administração o funcionamento do corpo deixa de funcionar. De fato, a falta de planejamento das cidades e a urbanização acelerada afetou diretamente a mobilidade urbana, pois com o incentivo ao transporte individual, o Estado inclina-se a não investir no transporte coletivo o que compromete a qualidade de vida da população brasileira.
No século XX, Juscelino Kubitschek por meio de seu Plano de Metas concretizou seu lema "governar é fazer estradas", incentivando a implantação do sistema rodoviário e da indústria automobilística desordenada. No entrando, o transporte individual foi favorecido e atualmente as consequências dessa ação estão expostas em todo o Brasil. Devido a negligência do Estado, o uso do transporte público é um grande desafio diário desde a alta tarifa até a precarização do transporte, o que causa adversidades aos brasileiros que necessitam do serviço. E a falta de investimentos junto ao consumismo faz o cidadão comprar um automóvel e então a carrocracia continua predominante.
A qualidade de vida é influenciada pela qualidade do transporte, como diz Antônio Risério "A liberdade de fazer e refazer nossas cidades é um dos mais preciosos, porém negligenciados dos nossos direitos humanos". Ou seja, uma vez que a mobilidade social é negada ou precarização, muitas pessoas são prejudicadas em virtude de estresse, ansiedade, perda de oportunidades, dentre outros problemas sociais, que mesmo o cidadão possuindo direito, esses são desrespeitados, no qual promove a exclusão social.
Dessa forma, é imperativo que o Ministério dos Transportes formule uma política pública nacional de desincentivo ao transporte privado, por meio de altas taxas de estacionamento e reduzir o número de vagas. Além de melhorar a qualidade do transporte coletivo para que ele se torne ativo. Fica claro, portanto, que a falta de investimento ao transporte coletivo contribui para o problema de mobilidade urbana.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Privatização do SUS

O filósofo francês Sartre defende que[…]

Segundo dados do Ministério da Saúde[…]

Taissa19 , claroo :D De acordo com o Artigo 1&[…]

Estética e Saúde

A busca pelo corpo perfeito é um ideal que […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM