• Avatar do usuário
#76891
A revolução industrial visava o lucro e a produção em massa a curto prazo, sem se preocupar com o meio ambiente. Entretanto, a constância de tais atividades levaram ao aumento da emissão de gases poluentes na atmosfera, afetando o ecossistema. Observa-se um problema que tem como causas a lenta mudança na mentalidade social e a inoperância estatal.
Primeiramente, a irresponsabilidade populacional é um desafio presente no problema. Segundo Sartre, "O homem é condenado a ser livre, pois, uma vez lançado ao mundo, ele é responsável por tudo o que faz". Porém, essa premissa não é aplicada, visto que as ações humanas - desmatamento, poluição, queimadas - elevam as alterações climáticas e provocam desastres naturais. Nesse contexto, quando o corpo social negligencia a necessidade de medidas para a preservação do meio, favorece a destruição da fauna e da flora.
Ademais, a falta de legislação é um embate que favorece o empecilho. O artigo 225 da constituição afirma que: "um meio ambiente preservado é direito de todos e de responsabilidade do Estado e da sociedade". Todavia, o corpo governamental é o primeiro a favorecer os efeitos climáticos, por exemplo, o debate mais recente sobre o marco temporal, que caso seja aprovado, teremos consequências drásticas, como o desmatamento e o aquecimento global. Logo, a negligência do governo e a inoperância social colaboram com as alterações do clima.
Sendo assim, medidas são necessárias para resolver o impasse. Para isso, o Ministério do Meio Ambiente, aliado às mídias de massa, devem indicar ações de preservação ambiental - uso de materiais biodegradáveis, reciclagem, mobilidade urbana sustentável - e um projeto de lei que seja obrigatório as cidades possuírem uma porcentagem de área verde. Tais ações, a longo prazo, favorecerão a diminuição de poluentes emitidos e impactarão diretamente na produção de lixo. Espera-se assim, que os impactos ambientais negativos iniciados na revolução industrial, regridam.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Jotaveh e Gi69 :!: :!:

A luta em meio á reciclagem

No Brasil, é bem comum ver por aí ca[…]

A constituição Federal de 1988 (CFI8[…]

Outubro Rosa A prevenção ao c&ac[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM