• Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Giih22
#75454
Atualmente, observa-se que uma parcela da população é excluída do processo de socialização muitas vezes relacionadas por questões sociais (ao gênero, à orientação sexual ou à origem étnica), econômicos, culturais, físicos e religiosos. Essa parcela da população é denominada minorias sociais, que fogem de um padrão imposto pela sociedade como normal. No território brasileiro, podemos destacar como minorias sociais cidadãos negros, indígenas, imigrantes, mulheres, membros da comunidade LGBTQIA+, idosos, moradores de comunidades, portadores de deficiência e moradores de rua.
Na música “Olha o Menino, Negra Li” é nítida a crítica social a realidade aos moradores das periferias. Na música o exemplo dado é um menino, que mesmo criança passa pelas dificuldades impostas pelo ambiente onde mora e pelas críticas da sociedade. No atual cenário brasileiro, sabemos que as periferias não têm nenhum auxílio governamental seja por estrutura nas moradias e até mesmo, educação para as crianças e adolescentes. Nas comunidades é visível o preconceito com os moradores, além do preconceito com a cor e classe social, sendo assim, o difícil acesso a diretos básicos (educação, saúde, moradia, trabalho, alimentação e saneamento, são alguns exemplos). Além da limitação ao acesso de direitos, impossibilitando, também, o acesso a oportunidades como foi citado diversas vezes na música. A infeliz realidade das comunidades é que muitas delas e muitos moradores são excluídos e esquecidos ao olhar dos políticos, onde o dinheiro público não chega e muito menos auxilia os moradores.
Já na canção “Vida de Operário, Pato Fu” a crítica feita é referente a exploração dos trabalhadores em seus locais de trabalho. Na música retrata a realidade de muitos cidadãos, que passam horas longe de suas casas, trabalham em situações precárias e abusivas para ganharem o mínimo possível, e claramente todo lucro é revestido aos seus patrões que enriquecem através do desempenho e da exploração dos trabalhadores. Essa realidade é vista muitas vezes com pessoas que estão desempregadas, passando necessidades e acabam aceitando propostas absurdas só para conseguirem se manterem vivo, porque infelizmente o valor pago a eles não proporcionam o mínimo de uma vida digna.
Respondendo à pergunta feita “existe liberdade para todos no capitalismo ou as condições sociais limitam as escolhas?”: Não existe liberdade para todos, vivemos em uma sociedade capitalista dividida em classes, o Brasil tem um alto nível de desigualdade social onde qualquer tipo de condição social influencia, normalmente para pior. Em vista dos fatos apresentados, pode-se concluir e relacionar que as condições sociais influenciam a vida de muitos brasileiros, em diversos ambientes e cenários. Sendo assim, a liberdade para todos no capitalismo é apenas um mito, uma realidade que no presente não pode ser acessada.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

No filme Maze Runner é retratado um mundo p[…]

https://projetoredacaonota1000.com.br/tendencias-e[…]

Se vocês puderem corrigir minha redaç[…]

Padrão de beleza

Gi69 poderia corrigir por favor ? Obrigada Em[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM