• Avatar do usuário
#64844
No longa-metragem “Spotlight”, de 2015, é abordada a trajetória de uma equipe de jornalistas na investigação e coleta de informações sobre casos de abuso sexual infantil, cometidos por padres católicos, os quais foram acobertados pela igreja. Nesse processo, o objetivo de quebrar o silêncio das crianças para a comprovação dos crimes torna-se extremamente desafiador. Em paralelo à obra, os índices de violência sexual no Brasil são crescentes, ao passo que, igualmente ao filme, configura-se um tabu atrelado ao diálogo acerca dessa temática. Sendo assim, a democratização da informação e as dinâmicas educacionais são pilares para a prevenção de tal impasse.
Sob essa perspectiva, é profícuo frisar a importância da disseminação informacional no papel de conscientização em grande escala. Nesse viés, com o advento da Terceira Revolução Industrial no século XX, a interconexão se tornou uma realidade na qual as trocas comunicativas dentro e fora de um país permitiram o engajamento do povo nos assuntos políticos, bem como a respeito das mazelas sociais. Não obstante, na atual esfera brasileira, a divulgação de dados relacionados ao abuso de menores ainda é restrita, visto que se demonstra insuficiente para impulsionar medidas efetivas das instituições de defesa às vítimas, considerando a incerteza do que é feito pela justiça a partir da realização de uma denúncia. Posto isso, é indispensável que haja uma reconfiguração sistemática para que, tanto os órgãos públicos quanto a população, fiquem a par do cenário vigente.
Ademais, outro aspecto a ser considerado é o viés educativo na construção da concepção de cada indivíduo. Seguindo essa ótica, uma reportagem feita no ano de 2019 pelo programa televisivo “Profissão Repórter” em Codó, cidade maranhense, revelou que, nas escolas, a educação sexual só é debatida a partir das turmas de sétimo ano, e que muitos assuntos não são aceitos pelos pais dos alunos. Frente a isso, a ONG Plan Internacional atua no município a fim de instruir os moradores, sobretudo crianças e adolescentes, referentes a conceitos de higiene, saúde e hábitos de vida. Nesse panorama, é indubitável pontuar a necessidade de meios informativos no âmbito escolar ao permitir acesso aos jovens sobre o autoconhecimento, assim como alertar para situações em que ocorra ultrapassagem dos limites físicos e psicológicos estabelecidos – o que caracteriza um abuso ou violação –.
Dessa forma, diante dos fatos supracitados, urge que as medidas preventivas sejam aprimoradas para mitigar a problemática no contexto atual. Logo, cabe à mídia – responsável pela difusão de informações -, realizar campanhas publicitárias de combate ao abuso sexual infantil, através de comerciais didáticos e publicações nas redes
sociais, destacando a importância do governo divulgar os dados que dizem respeito aos casos de vítimas dessa violação, com o fito de incentivar a denúncia por parte das crianças. Além disso, o Poder Legislativo deve criar leis que determinem a obrigatoriedade da inclusão de debates sobre educação sexual no currículo escolar, por intermédio de reuniões no Congresso Nacional com pautas voltadas ao tema, priorizando a ação pedagógica de profissionais capacitados, visando ampliar esse ciclo de discussão, igualmente à narrativa de “Spotlight”.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Doença mental

Deivid16 , Gi69

“A essência dos direitos humanos &eac[…]

vitoriaca , tá bom anjo❤

Iurymed , ei!! Claro! Posso sim. Em breve, ok[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM