• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#77261
Lima Barreto, no livro "Clara dos Anjos", apresenta a protagonista às voltas com uma gravidez indesejada. Similarmente, milhares de brasileiras são compelidas a enfrentar uma gestação que não querem, por não ter acesso à educação sexual, gerando filhos inoportunos que muitas vezes carregarão a chaga da culpa, traduzindo-se em infelicidade. Nesse sentido, é necessário discutir tais fatores que contribuem para a perpetuação desse entrave.

Primeiramente, é necessário entender que a maternidade deve ser uma escolha madura e responsável, pautada no desenvolvimento social e econômico. Além disso, pesquisa do Repórter Unesp mostra que 45,3% das entrevistadas não desejam ser mães, o que mostra a necessidade crucial de uma educação sexual eficaz e do acesso aos métodos contraceptivos eficientes. Ademais, vale lembrar que em 2018, 15,5% do total de partos no Brasil foi de mães adolescentes entre 10 e 19 anos, o que demonstra a falácia da educação sexual nos ambientes escolar e familiar no país.

Outrossim, destaca-se que uma gravidez indesejada traz consequências devastadoras não só para a vida da mãe, mas também da criança, que muitas vezes se desenvolverá num ambiente inóspito e com acesso limitado a direitos essenciais, como educação e saúde. Assim, analogamente à citação de Simone de Beauvoir, não se nasce mãe, torna-se mãe, muitas vezes de maneira obrigatória e indesejada. Dessa forma, é necessária uma rápida adequação das políticas sanitárias voltadas ao planejamento familiar no país.

Portanto, na tentativa de minimizar os danos já causados à sociedade por tal quadro, o Governo Federal, através dos Ministérios da Educação e da Economia - responsáveis pela melhoria educacional e planejamento financeiro da nação - deve incentivar práticas de apoio econômico às jovens mães, fomentando a abertura de novos postos de trabalho voltados a elas, bem como a implantação obrigatória da educação sexual nos primeiros anos do ensino fundamental, o que assegurará uma decisão responsável no âmbito do planejamento familiar. Assim, casos como o de Clara poderão ser evitados no futuro.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#77324
OI, @LailaSantos!
ESPERO QUE ESTEJA BEM!❤

INTRODUÇÃOLima Barreto, no livro "Clara dos Anjos", apresenta a protagonista às voltas com uma gravidez indesejada. COMO ASSIM "ÀS VOLTAS"?Similarmente, milhares de brasileiras são compelidas a enfrentar uma gestação que não querem, por não ter ACREDITO QUE O CORRETO É "TEREM" , POIS SE RELACIONA COM O SUJEITO QUE SÃO AS MILHARES DE BRASILEIRAS. acesso à educação sexual, gerando filhos inoportunos que, muitas vezes ,carregarão a chaga da culpa, traduzindo-se em infelicidade. Nesse sentido, é necessário discutir tais fatores que contribuem para a perpetuação desse entrave. SE CITÁ-LOS BREVEMENTE É MELHOR

DESENVOLVIMENTO 1
Primeiramente, é necessário entender que a maternidade deve ser uma escolha madura e responsável, pautada no desenvolvimento social e econômico. Além disso, uma pesquisa do SE COLOCAR O QUE É, FICA MELHOR Repórter Unesp mostra que 45,3% das entrevistadas não desejam ser mães, o que mostra a necessidade crucial de uma educação sexual eficaz e do acesso aos métodos contraceptivos eficientes. Ademais, vale lembrar que em 2018, 15,5% do total de partos no Brasil foi de mães adolescentes entre 10 e 19 anos, o que demonstra a falácia da educação sexual nos ambientes escolar e familiar no país.
EU ACHO QUE SEU TEXTO FICOU UM POUCO EXPOSITIVO DEMAIS. FINALIZAR O PARÁGRAFO, OU SEJA, CONCLUÍ-LO SERIA BOM.

NO TÓPICO FRASAL VOCÊ "DISSE" QUE IA ARGUMENTAR SOBRE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, MAS DEPOIS NÃO DESENVOLVEU ESSE ARGUMENTO.

DESENVOLVIMENTO 2
Outrossim, destaca-se que uma gravidez indesejada traz consequências devastadoras não só para a vida da mãe, mas também da criança, que muitas vezes se desenvolverá num ambiente inóspito e com acesso limitado a à direitos essenciais, como educação e saúde. Assim, analogamente à citação de Simone de Beauvoir, não se nasce mãe, torna-se mãe, muitas vezes de maneira obrigatória e indesejada. DELIMITE A CITAÇÃO COM ASPAS, CASO ELA SEJA DIRETA Dessa forma, é necessária uma rápida adequação das políticas sanitárias voltadas ao planejamento familiar.

NÃO FICOU CLARA A RELACÃO ENTRE O REPERTÓRIO E O ARGUMENTO. COMO A GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA TRAZ ESSAS CONSEQUÊNCIAS?

CONCLUSÃO
Portanto, na tentativa de minimizar os danos já causados à sociedade por tal quadro, o Governo Federal, através dos Ministérios da Educação e da Economia - responsáveis pela melhoria educacional e planejamento financeiro da nação - deve incentivar práticas de apoio econômico às jovens mães, fomentando a abertura de novos postos de trabalho voltados a elas, bem como a implantação obrigatória da educação sexual nos primeiros anos do ensino fundamental, o que assegurará uma decisão responsável no âmbito do planejamento familiar. Assim, casos como o de Clara poderão ser evitados no futuro.

FALTOU A FINALIDADE DA AÇÃO, OU SEJA, COM QUAL INTUITO ELA SERÁ FEITA!?
#77327
Considere esta correção
OI, @LailaSantos!
ESPERO QUE ESTEJA BEM!❤

INTRODUÇÃO
Lima Barreto, no livro "Clara dos Anjos", apresenta a protagonista às voltas com uma gravidez indesejada. COMO ASSIM "ÀS VOLTAS"?Similarmente, milhares de brasileiras são compelidas a enfrentar uma gestação que não querem, por não ter ACREDITO QUE O CORRETO É "TEREM" , POIS SE RELACIONA COM O SUJEITO QUE SÃO AS MILHARES DE BRASILEIRAS. acesso à educação sexual, gerando filhos inoportunos que, muitas vezes ,carregarão a chaga da culpa, traduzindo-se em infelicidade. Nesse sentido, é necessário discutir tais fatores que contribuem para a perpetuação desse entrave. SE CITÁ-LOS BREVEMENTE É MELHOR

DESENVOLVIMENTO 1
Primeiramente, é necessário entender que a maternidade deve ser uma escolha madura e responsável, pautada no desenvolvimento social e econômico. Além disso, uma pesquisa do SE COLOCAR O QUE É, FICA MELHOR Repórter Unesp mostra que 45,3% das entrevistadas não desejam ser mães, o que mostra a necessidade crucial de uma educação sexual eficaz e do acesso aos métodos contraceptivos eficientes. Ademais, vale lembrar que em 2018, 15,5% do total de partos no Brasil foi de mães adolescentes entre 10 e 19 anos, o que demonstra a falácia da educação sexual nos ambientes escolar e familiar no país.

EU ACHO QUE SEU TEXTO FICOU UM POUCO EXPOSITIVO DEMAIS. FINALIZAR O PARÁGRAFO, OU SEJA, CONCLUÍ-LO SERIA BOM.

NO TÓPICO FRASAL VOCÊ "DISSE" QUE IA ARGUMENTAR SOBRE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, MAS DEPOIS NÃO DESENVOLVEU ESSE ARGUMENTO.

DESENVOLVIMENTO 2
Outrossim, destaca-se que uma gravidez indesejada traz consequências devastadoras não só para a vida da mãe, mas também da criança, que muitas vezes se desenvolverá num ambiente inóspito e com acesso limitado a à direitos essenciais, como educação e saúde. Assim, analogamente à citação de Simone de Beauvoir, não se nasce mãe, torna-se mãe, muitas vezes de maneira obrigatória e indesejada. DELIMITE A CITAÇÃO COM ASPAS, CASO ELA SEJA DIRETA Dessa forma, é necessária uma rápida adequação das políticas sanitárias voltadas ao planejamento familiar.

NÃO FICOU CLARA A RELACÃO ENTRE O REPERTÓRIO E O ARGUMENTO. COMO A GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA TRAZ ESSAS CONSEQUÊNCIAS?

CONCLUSÃO
Portanto, na tentativa de minimizar os danos já causados à sociedade por tal quadro, o Governo Federal, através dos Ministérios da Educação e da Economia - responsáveis pela melhoria educacional e planejamento financeiro da nação - deve incentivar práticas de apoio econômico às jovens mães, fomentando a abertura de novos postos de trabalho voltados a elas, bem como a implantação obrigatória da educação sexual nos primeiros anos do ensino fundamental, o que assegurará uma decisão responsável no âmbito do planejamento familiar. Assim, casos como o de Clara poderão ser evitados no futuro.

ÓTIMO!
#77343
@Gi69,
Boa tarde!
No primeiro parágrafo, às voltas, no sentido de que ela se viu nessa situação (grávida).
Quanto ao verbo, a forma está correta, uma vez que ' querem' está concordando com o sujeito.
Entendi o que vc disse sobre os demais parágrafos, vou usar no próximo texto.
Obrigada pela correção e pelo tempo!
Beijos e bons estudos!

Percebe-se que no Brasil, de alguns anos pra c&aac[…]

A humanidade no decorrer da história tem lu[…]

Athesui maiconpgtu anaclaradll jheromagn[…]

O artigo 6º da constituição fed[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM