• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por mardenwiller
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#46547
O filme Carandiru, reproduz, entre outros problemas, a lotação carcerária no Brasil. Embora se trata de uma obra cinematográfica, a superlotação é real e presente no sistema carcerário brasileiro. Dessa forma, as prisões provisórias em consonância com a reincidência dos condenados são alguns dos fatores causais do problema.
Em primeiro lugar, cabe mencionar a questão das prisões provisórias que podem ser derivadas de julgamentos injustos. Desse modo, esses julgamentos resultam em prisões que muitas vezes não atendem aos padrões nacionais da presunção de inocência, isto é, o suspeito ser considerado inocente até que todas as medidas jurídicas cabíveis sejam feitas. Assim, Luiz Fux – magistrado e atual presidente do Tribunal Superior Federal-, afirma que 40% da população carcerária é de presos provisórios. Logo, percebe-se claramente que a detenção de indivíduos antes mesmo de seu julgamento contribui de forma intensa para a superlotação de presídios.
Posteriormente, é importante destacar sobre o fato da reincidência dos presos. Nesse sentido, Fábio Zanini -jornalista e colunista do jornal Folha de São Paulo-, afirma que um sistema prisional sem o devido investimento dos órgãos públicos para uma qualificação dos prisioneiros, está propício ao fracasso. Por isso, verifica-se que a não ressocialização e reeducação dos detentos, os deixam a mercê do retorno à prática de crimes ao serem libertos, o que causa a reincidência aos presídios e, consequentemente, a superlotação carcerária.
Por fim, nota-se a necessidade de tratar sobre a lotação no sistema prisional brasileiro. Nesse viés, cabe aos órgãos públicos investimentos nos presídios de modo que os condenados preencham seu tempo com atividades que visam uma melhor qualificação profissional e pessoal, como também ao poder judiciário seguirem os padrões nacionais para um julgamento justo dos suspeitos. Afinal, uma sociedade justa é aquela que respeita a dignidade humana.

Fundep.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Avatar do usuário
Por jheromagnoli
Tempo de Registro Quantidade de postagens Quantidade de postagens
#46562
O filme "Carandiru" [aspas], reproduz, entre outros problemas, a lotação carcerária no Brasil. Embora se trata trate de uma obra cinematográfica, a superlotação é real e presente no sistema carcerário brasileiro. Dessa forma, as prisões provisórias em consonância com a reincidência dos condenados são alguns dos fatores causais do problema.
* Introdução padrão

Em primeiro lugar, cabe mencionar a questão das prisões provisórias que podem ser derivadas de julgamentos injustos. Desse modo, esses julgamentos resultam em prisões que muitas vezes não atendem aos padrões nacionais da presunção de inocência, isto é, o suspeito ser considerado inocente até que todas as medidas jurídicas cabíveis sejam feitas. Assim, Luiz Fux – magistrado e atual presidente do Tribunal Superior Federal -, afirma que 40% da população carcerária é são de presos provisórios. Logo, percebe-se claramente que a detenção de indivíduos antes mesmo de seu julgamento contribui de forma intensa para a superlotação de presídios.
* Cuidado com a repetição de palavras, invista em sinônimos ou pronomes
* Faltou arrematação, a última parte está mais para a sua argumentação sobre a citação


Posteriormente, é importante destacar sobre o fato da reincidência dos presos. Nesse sentido, Fábio Zanini - jornalista e colunista do jornal Folha de São Paulo -, afirma que um sistema prisional sem o devido investimento dos órgãos públicos para uma qualificação dos prisioneiros, está propício ao fracasso. Por isso, verifica-se que a não ressocialização e reeducação dos detentos, os deixam a mercê do retorno à prática de crimes ao serem ser libertos, o que causa a reincidência aos presídios e, consequentemente, a superlotação carcerária.
* Faltou arrematação após a argumentação

Por fim, nota-se a necessidade de tratar sobre a lotação no sistema prisional brasileiro. Nesse viés, cabe aos órgãos públicos investimentos investir nos presídios de modo que os condenados preencham seu tempo com atividades que visam uma melhor qualificação profissional e pessoal, como também cabe ao poder judiciário seguirem seguir os padrões nacionais para um julgamento justo dos suspeitos. Afinal, uma sociedade justa é aquela que respeita a dignidade humana.
* Atenção a concordância e coerência das palavras
* Nessa redação perderia muitos pontos sobre sintaxe/morfologia (-1,25 em cada erro), e coesão e coerência (-5 pontos)


Espero ter ajudado! ;)
Avatar do usuário
Por mardenwiller
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#46566
Valeu Jhe... Insistir no erro é burrice... Ainda não consigo fazer uma redação com menos de 1h... Essa eu tentei e vi que não dá certo kkk :lol: :lol: ...Sigamos praticando
Abuso sexual infantil

Boa noite, você escreve muito bem, mas recom[…]

Celular um amigo ou inimigo?

É notório que, na modernidade contem[…]

Invisibilidade e Registro civil

No romance filosófico "Utopia" cr[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM