Avatar do usuário
Por Ana027
Quantidade de postagens
#126221
O sociólogo Max Weber, afirma que o indivíduo se espelha nas práticas frequentes da própria sociedade. Sob este viés, nota-se que a invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pelas mulheres, está presente na sociedade brasileira. Através disso, percebe-se que as principais causas à serem enfrentadas para acabar com isso, é a descriminação hereditária e a falta de conhecimento das mulheres em relação aos seus direitos.

Em primeira análise, observa-se que um dos problemas da dificuldade de enfrentar a não visibilidade da mulher, é o preconceito passado de geração em geração. De acordo com o sociólogo Pierre Bourdieu, o indivíduo incorpora as práticas frequentes de sua época e as repassa ao decorrer dos anos. Com isso, é possível observar que a presença do machismo nos tempos passados era muito grande, onde, apenas os homens trabalhavam fora de casa e as mulheres cuidavam dos serviços domésticos. Sob este pensamento, conclui-se que essa prática machista ainda é presente em morar sociedade de forma recorrente.

Em segundo plano, constata-se que a permanência dessa desigualdade também é causada pela falta de conhecimento de seus direitos. O filósofo Francis Bacon afirma que o conhecimento em si é um poder. Sob esta afirmação, é possível constatar que nos dias de hoje ainda existe a diferença salarial entre homens e mulheres, mesmo já existindo leis que assegurou os direitos e a igualdade com as mulheres. Através deste pensamento, é possível salientar a falta de conhecimento de seus direitos trabalhistas como um fator à desigualdade.

Portanto, a desigualdade e a visibilidade do trabalho doméstico realizado pelas mulheres, deve deixar de ser realidade no Brasil. Para isso, é necessário que o Governo - mais especificadamente o ministério da educação - promova a divulgação dos direitos trabalhistas das mulheres, tal ato deve ser feito através de propagandas televisivas, outdoors e nas redes sociais. Essa intervenção tem como finalidade dar conhecimento necessário e acabar com a desigualdade e invisibilidade as mulheres prestadoras de serviços domésticos.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Passe ilimitado
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido

A Constituição Federal de 1988 assegura a todos os[…]

O artigo 4 da Declaração Universal dos Direitos Hu[…]

alguém poderia por favor corrigi-la? @Lauany25 @M[…]

O programa televisivo "Catalendas" con[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!