Por Nikelly18
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#83115
A Constituição Federal de 1988, garante à qualquer brasileiro o reconhecimento de ser cidadão e ter acesso a documentos civis. A certidão de nascimento é o primeiro e mais importante documento na vida de qualquer pessoa, com ela o indivíduo passa a existir oficialmente na sociedade. Infelizmente, tal direito constituicional é violado pelas desigualdades sociais  e pela falta de informação da população.
Em primeira análise, vale ressaltar a dispariedade socioeconômica existente em âmbito nacional. Nessa perspectiva, a probreza extrema, a desinformação e a impossibilidade de irem a cartórios privam inúmeros brasileiros de conseguirem seus registros oficiais. Por exemplo, i índice de GINI, metodologia que mede as desigualdades nos países, constatou que o Brasil está entre as dez nações mais desiguais do mundo. Sob esses viéis, as oscilações econômicas atrapalham muito os mais vulneráveis a conseguirem pequenas questões tão cotidianas. Dessa forma, a desigualdade não é somente por motivos monetários, mas sim, de vários problemas que a falta de poder aquisitivo agrava.
Ademais, cumpre examinar a inexistência de conhecimento sobre direitos básicos. Nessa óptica, a população sem reconhecimento cidadão normalmente nem conhecem leis civis, como também, os direitos de qualquer pessoa nascida ou naturalizada no Brasil. Durante a segunda guerra mundial, os judeus e outros prisioneiros, tinham seus nomes substituídos por numerações nos campos de concentração. De maneira análoga ao momento histórico, aproximadamente três milhões de pessoas são apenas números no país. Nesse sentindo, é notável que a desinformação da população sobre seus direitos torna cada vez mais difícil o reconhecimento da cidadania.
Infere-se, portanto, que medidas são necessárias para melhorar a invisibilidade e garantir o registro civil. Sobretudo, cabe aos cartórios municipais juntamente com profissionais do ramo jurídico, como, defensores públicos e juízes de tal vara promoverem projetos que amenizem as desigualdades e a desinformação. Tais projetos seriam feitos por meio de multirões nos bairros mais carentes e afastados, eles iriam promover palestras explicativas sobre leis de cidadania e iriam registrar os cidadãos sem documentação de nascimento, com efeito de trazer conhecimento sobre ser brasileiro no Brasil para tais pessoas. Assim, tal direito supracitado não será violado.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Redação ENEM 2021

chicao KarllaViit EuDavila Eumesmaoxi Ped[…]

Olá, alguém poderia corrigir? 😊 @An[…]

Na novela Avenida Brasil, é visto um exempl[…]

Você poderia dar uma nota para minha reda&cc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM