• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#83525
A Revolução Francesa, ocorrida no século XVIII, possuia como principal característica a isonomia jurídica. No entanto, na contemporaneidade brasileira, parte dos indivíduos ainda não usufruem do acesso à cidadania no Brasil, por mais que o registro de nascimento seja gratuito perante a lei, ainda há quem não tenha o registro civil em posse, evidenciando a invisibilidade de muitos brasileiros. Dessa forma, tanto a falta de conhecimento quanto a ausência de incentivos agravam a problemática.

Em primeiro lugar, é válido ressaltar que um desconhecimento prévio das pessoas perpetua o contratempo. Isso ocorre, principalmente, com brasileiros analfabetos, uma vez que eles não conhecem seus direitos e não considerem tais obrigações importantes. Consequentemente, há um aumento no número de pessoas sem documentos essenciais não só para o acesso à benefícios sociais, mas também para o reconhecimento do Estado, como um cidadão. A fala do filósofo Immanuel Kant, "O homem é aquilo que a educação faz dele", comprova o quanto a educação é primordial para a construção do ser humano.

Ademais, a falta de incentivo contribui para o agravamento do obstáculo. Logo, muitas pessoas não possuem saberes quanto ao assunto também não são incentivadas, nem pelos pais ou por pessoas próximas. O sociólogo polonês Zygmunt Bauman, em uma de suas afirmações diz, "Não são as crises que mudam o mundo, mas sim a reação social diante delas". Tal fala corrobora a necessidade de se haver uma reação quanto ao problema de um grupo não ser incentivado em relação à valorização de ser um cidadão.


Portanto, medidas são necessárias para a resolução da problemática. Para que todos os indivíduos possuem o acesso ao "ser cidadão" e a invisibilidade diminua, urge que, o Ministério da Cidadania crie ações de ensino aos direitos sociais de cada brasileiro, nomeando a campanha como "O conhecimento aos direitos sociais e civis". Tal ação será realizada por meio de um projeto de lei entregue à Câmara dos deputados, e assim, haverá a garantia dos direitos de parte da população que ainda não é considerada cidadã e o país passará a visar a conquista da Revolução Francesa.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

0
#83538
Aqui está a minha análise da sua redação:

Redação excelente! Gostei muito de todas as partes do seu texto. O português está excelente, os repertórios foram produtivos, a argumentação foi bem elaborada, o texto está com as ideias conectadas e a proposta de intervenção está completa. Tudo isso já garante a somatória de mil pontos. Espero que a tão esperada nota se concretize!

O impossível era impossível, até que alguém tentou e conseguiu.
0
#85408
É notório que a violência na sociedade brasileira tem aumentado muito já que visto o fato que os brasileiros gastam mais com segurança do que com a educação saúde e etc...
A falta de investimento na educação prejudica jovens de se sentirem capazes de passar num concurso público pois pagam cursos para se prepararem .
E a falta de investimento na saúde prejudica muito dentro outros fatores nem todos tem condições de pagar convênio médico.
Certamente uma reportagem do dia 30/06/2015 admim relata sobre um ex interno da fundação casa com o nome de Anderson Felipe que alega ter saído do mundo do crime porquê teve uma oportunidade
Diante disso já estamos notando que a violência está dando mais oportunidade que os estudos e as demais instituições.
Sendo assim quando além disso as verbas sendo investidas nós estudos na saúde nas oportunidade de emprego a população não iriam optar pela violência.
0

A Constituição Federal de 1988, docu[…]

O filme Lorax, veinculado na planaforma da Netflix[…]

A revolução Industrial ocorrida na I[…]

Mylike , Olá, boa noite. Olá nov[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM