• Avatar do usuário
#83351
Na obra "Utopia", de Thomas More, é retratada uma sociedade perfeita, na qual o corpo social é ausente de conflitos e problemas. No entanto, ao observar o Brasil hodierno, percebe-se o oposto dito pelo autor, uma vez que a invisibilidade de pessoas sem o registro civil é um grave empecilho no país. Nesse sentido, faz-se necessário analisar as causas desse revés, dentre as quais se destacam a inércia estatal e a negligência familiar.
Primeiramente, cabe ressaltar que a inércia do Estado no que tange ao assunto, corrobora para a persistência da problemática. Nesse contexto, de acordo com a filósofa Hanna Arendt, "A essência dos Direitos Humanos é o direito de ter direitos". Partindo dessa afirmação, sabe-se que o registro de nascimento é um direito básico do cidadão, entretanto, milhares de pessoas não possuem esse documento. Desse modo, a falta do registro civil, que é de suma importância, prejudica o cotidiano desses indivíduos, que ficam impossibilitados de garantir outros direitos básicos, como por exemplo a matrícula nas escolas e o acesso à outros documentos necessários. Sob essa óptica, essas as pessoas sentem que sua existência não tem valor, já que não são oficialmente reconhecidas pelo Estado, que não se mobiliza diante desse cenário. Logo, esse panorama precisa ser revertido.
Ademais, a negligência familiar é outro fator que potencializa o problema. O fato de muitas pessoas não saberem que o registro civil é gratuito, faz com que as mesmas acabem adiando a retirada desse documento, prejudicando a si mesma, e as pessoas sob sua responsabilidade.
Portanto, urge que medidas sejam tomadas a fim de mitigar o problema. Para tanto, o Estado, por meio de campanhas coletivas, deve facilitar o processo de registro civil, para que esses indivíduos possam estar munidos de seus documentos. Também, a mídia, através de intervalos comerciais curtos, deve informar à população que a certidão de nascimento é um direito básico e gratuito. Dessa forma, os indivíduos sentirão, de fato, que são cidadãos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Invisibilidade na sociedade

O romance filosófico "Utopia", re[…]

Olá Hospedar , tudo bem? 😺👋🏻 &[…]

SKKSKDKDK JoaoPedro72 isso é uma obr[…]

Oie, vocês poderiam corrigir minha reda&cced[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM