• Avatar do usuário
#83012
A obra "Cidadão de Papel", de Gilberto Dimenstein, retrata a concepção utópica da constituíção brasileira, e como ela foi escrita para atender todas as necessidades da população. Entretanto, na realidade, muitos brasileiros não podem usufruir de seus direitos, pela a falta de politicas públicas que visem garantir o acesso à cidadania no Brasil. Vale salientar ainda, que tal problemática resulta do desinteresse governamental, gerando assim, situações de subexistência na sociedade.
Nessa perspectiva, a falta da atuação governamental demonstra o desinteresse no combate a falta de acesso à cidadania. Segundo o filósofo contratualista Jonh Locke, o Estado deve cumprir o seu 'contrato social', garantindo os direitos da população, uma vez que abdicam de sua total liberdade a seu favor. Sob essa ideologia, a invalidação da cidadania dos brasileiros perpetua a desestruturação do país, já que é formado pelos cidadãos. Assim, para sua melhor manutanção e bem-estar, faz-se de suma importância que o governo demonstre interesse sobre a população sem registro civíl.
Além disso, a falta de acesso à cidadania corrobora para o aumento da subexistência na sociedade. Na série "3%", jovens competem em um processo seletivo com diversos desafios, buscando o reconhecimento de seus direitos, já que vivem em um local onda não há nem segurança, nem condições de vida salobra. Analogamente à produção brasileira, a população sem registro civíl enfrenta dificuldades, uma vez que não tem garantia a educação, saúde e ao direito ao voto. Dessa forma, torna-se imediato o combate a invisibilidade da população sem o acesso à cidadania no Brasil.
Destarte tais exposições, evidencia-se que para a validação da cidadania, é de suma importância combater o desinteresse governamental. Assim, o governo federal deve tornar gratuita a obtenção de documentos, por meio do sancionamento de leis, afim de garantir o acesso a cidadania no país. Uma vez que, exceto a certidão de nascimento, todas as outras documentações são inviáveis para a população de baixa renda conseguir obter.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Segundo a Declaração Universal dos D[…]

"O mais escandaloso dos escândalos &eac[…]

Redação ENEM 2021

Na obra utopia do escritor inglês Thomas Mor[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM