• Avatar do usuário
#82818
A Constituição Federal de 1988, assegura o direito à cidadania como inerente a todos os brasileiros. Entretanto, quando se observa a invisibilidade cidadã no país, sabe-se que esse direito não está sendo garantido para todos. Este cenário se dá tanto pelo fato de existirem comunidades desassistidas pelo estado, como pela negligência do corpo familiar em garantir os registros dos novos membros. Diante disso, faz-se necessário analisar esses aspectos a fim de buscar um melhor funcionamento da sociedade.
Em primeira análise, é fundamental ressaltar que a questão da invisibilidade no Brasil deriva da baixa atuação dos órgãos governamentais frente às classes mais desfavorecidas. Parafraseando o escritor brasileiro Gilberto Dimenstein em sua obra "O cidadão de papel", apesar de existirem leis que garantem direitos básicos à população, elas se atêm, de modo geral, à efetivação desses direitos. Neste contexto, observa-se que uma parcela significativa dos brasileiros que não possuem certidão de nascimento são pobres ou negras. Isto se dá pelo fato de que essas classes minoritárias muitas vezes são desamparadas pelo governo ou têm dificuldade para acessar os cartórios e obterem seus registros ainda na primeira infância.
Por outro lado, pode-se apontar a desatenção familiar no que concerne a emissão de certidões de nascimento ainda nos primeiros dias de vida, seja pela falta de informação ou de acesso aos centros que emitam determinado documento. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a região Sudeste, uma das mais populosas do país, possuí 1,15 milhão de pessoas sem certidão de nascimento. Por conseguinte, a falta do primeiro registro impossibilita que muitos brasileiros obtenham os demais documentos básicos para exercerem sua cidadania, bem como o acesso à escola e programas sociais.
Diante disso, medidas cabíveis são necessárias para amenizar esse quadro. Portanto, urge que o Ministério da Cidadania, órgão responsável por atender as necessidades dos cidadãos, realize campanhas que incentivem a emissão de certidões de nascimento por meio de mutirões em comunidades marginalizadas. Desta forma, o acesso a cidadania do Brasil será democratizado.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A constituição federal de 1988, prev[…]

Invisibilidade e registro civil

A despeito de todo progresso científico e h[…]

A despeito de todo progresso científico e h[…]

O caso da xenófoba no brasil

A xenofobia é um problema não so loc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM