• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por EllyAraujo
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#50052
Na obra "Utopia" do escritor Thomas More, é retratada uma sociedade livre de conflitos e problemas sociais, idealizando um corpo social perfeito. No entanto, o que se observa na sociedade atualmente é o oposto do que o autor prega, visto que conflitos emergem em torno da diversidade religiosa no Brasil, as quais dificultam os planos de More. Diante dessa perspectiva, entende -se que a insuficiência legislativa, bem como o egoísmo e preconceito social apresenta-se como entraves da resolução do problema.

Primeiramente, faz-se mister destacar que a insuficiência legislativa é um dos motivos causais do problema. Ademais, a Constituição Federal garante a todos os brasileiros liberdade de expressão e de culto, visto que o país é um Estado laico que não é representado por nenhuma religião específica. Todavia, mesmo sendo um direito garantido na constituição e existindo uma lei que pune os indivíduos que apresentam discursos de ódio, ofensas e atentados contra a vida, essas medidas ainda não são suficientes para combater a intolerância religiosa no Brasil. Sendo assim, faz-se necessário reformular a atuação das autoridades.

Outrossim, o egoísmo social é outro impasse na resolução da problemática. Assim, a liberdade de expressão não deve ser confundida com insultos e ofensas a outrem. Ademais, segundo uma pesquisa realizada pelo jornal Brasil de Fato, observa-se que 56% das denúncias contra a intolerância religiosa no Brasil são de origem afrodescendente. Com isso, fica evidente que o preconceito racial está intimamente ligado a expressão de culto, sendo assim essas religiões são os mais afetadas. A partir disso, fica evidente que o preconceito e o egoísmo enraizado na sociedade é um ponto negativo, para a aceitação religiosa.

Portanto, medidas exequíveis são essenciais para a eliminação desse impasse social. Dessarte com o intuito de banir a intolerância religiosa no Brasil é imprescindível que o Ministério da educação, em parceria com as grandes mídias divulguem e incentive os modelos religiosos no país, com o intuito de diminuir o preconceito através do conhecimento. Além disso, canais de denúncia devem ser mais acessíveis para a população, para que todos os brasileiros possam expressar a sua fé sem medo.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Avatar do usuário
Por jheromagnoli
Tempo de Registro Quantidade de postagens Quantidade de postagens
#50095
Na obra "Utopia" do escritor Thomas More, é retratada uma sociedade livre de conflitos e problemas sociais, idealizando um corpo social perfeito. No entanto, o que se observa na sociedade atualmente é o oposto do que o autor prega, visto que conflitos emergem em torno da diversidade religiosa no Brasil, as quais dificultam os planos de More. Diante dessa perspectiva, entende-se que a insuficiência legislativa, bem como o egoísmo e preconceito social apresenta-se como entraves da resolução do problema.

Primeiramente, faz-se mister destacar que a insuficiência legislativa é um dos motivos causais do problema. Ademais, a Constituição Federal garante a todos os brasileiros, liberdade de expressão e de culto, visto que o país é um Estado laico que não é representado por nenhuma religião específica. Todavia, mesmo sendo um direito garantido na constituição e existindo uma lei que pune os indivíduos que apresentam discursos de ódio, ofensas e atentados contra a vida, essas medidas ainda não são suficientes para combater a intolerância religiosa no Brasil. Sendo assim, faz-se necessário reformular a atuação das autoridades.

Outrossim, o egoísmo social é outro impasse na resolução da problemática. Assim, a liberdade de expressão não deve ser confundida com insultos e ofensas a outrem. Ademais, segundo uma pesquisa realizada pelo Jornal Brasil de Fato, observa-se que 56% das denúncias contra a intolerância religiosa no Brasil são de origem afrodescendente. Com isso, fica evidente que o preconceito racial está intimamente ligado a expressão de culto, sendo assim essas religiões são as mais afetadas. A partir disso, fica evidente que o preconceito e o egoísmo enraizado na sociedade são um ponto negativo, para a aceitação religiosa.

Portanto, medidas exequíveis são essenciais para a eliminação desse impasse social. Dessarte, com o intuito de banir a intolerância religiosa no Brasil é imprescindível que o Ministério da educação, em parceria com as grandes mídias divulguem e incentive os modelos religiosos no país, com o intuito de diminuir o preconceito através por meio do conhecimento. Além disso, canais de denúncia devem ser mais acessíveis para a população, para que todos os brasileiros possam expressar a sua fé sem medo.

É isso, a estrutura está certinha, só teve alguns erros ortográficos e de sintaxe.
Abuso sexual infantil

Boa noite, você escreve muito bem, mas recom[…]

Celular um amigo ou inimigo?

É notório que, na modernidade contem[…]

Invisibilidade e Registro civil

No romance filosófico "Utopia" cr[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM