• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#64004
Segundo Hegel, filósofo idealista, o conhecimento está sempre em progresso, tendo como motor o choque de contrários com a origem de novas possibilidades, ou seja, uma tese que é rebatida por seu contrário, antítese, levando ao surgimento de uma nova síntese. O intenso processo de industrialização que marcou a segunda metade do século XX, no pós-Segunda Guerra Mundial e início da terceira Revolução Industrial, aumentou exponencialmente o desmatamento por todo o globo. Os poluentes oriundos das queimadas e do desmatamento agravaram diversas outras questões ambientais como por exemplo o aumento de matéria inorgânica na água, o aumento de partículas poluidoras suspensas no ar e principalmente a eliminação de espécimes da fauna e da flora.

As queimadas no Brasil ocorrem naturalmente em partes dos biomas, especialmente no Cerrado, ecossistema que é acometido com pelo menos 35.000 focos de queimada anuais, suscitadas por descargas elétricas aliadas à baixa umidade do ar. No entanto, a irresponsabilidade de muitos agricultores que justificam incêndios ilegais com os fenômenos naturais nestas áreas, no intuito de introduzir pastagens para o gado se alimentar, agrava substancialmente o efeito estufa e o nível de poluentes na atmosfera. Esta liberação de contaminantes ocasiona a destruição do meio e eleva a incidência de enfermidades crônicas. De acordo com dados divulgados pelo IBGE, em 2019 o número de problemas respiratórios diagnosticados aumentou em mais de 30%, fato que pode ser decorrente da liberação de poluentes gerados pelas queimadas.

É possível, a priori, perceber que as queimadas comprometem a economia nacional, visto que estas destroem os recursos naturais. A posteriori, os poluentes gerados por estes incêndios contribuem consideravelmente para a degradação de patrimônios públicos, uma vez que os gases oriundos da queima de matéria junto com a água originam substâncias corrosivas, por exemplo ácido sulfúrico, que quando precipitam causam diversos danos tanto aos bens materiais quanto a própria natureza, com a acidificação de solos e cursos d’água.

Retomando o pensamento hegeliano, é somente a partir desta destruição ambiental, tese; que surge em contrapartida a consciência ambiental, antítese; por todas as parcelas populares, principalmente os mais jovens. Em suma, é vital a tomada de medidas governamentais aliadas aos ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente para a solução da problemática supracitada, com a criação de propostas que nos levem a repensar o nosso desenvolvimento agroindustrial, levando em consideração os estragos causados pelos incêndios criminosos. Também é preciso atentar às nossas práticas de consumo, visando a criação de um projeto ambiental que altere a atual conjuntura e fomente a geração de uma nova relação com a natureza, sendo esta mais equilibrada, mais consciente e menos destrutiva, formando assim uma nova síntese.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 184

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 192

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 176

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 164

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 176

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#64014
Escrita impecável! Parabéns!! A competência mais difícil, que é a primeira, está dominada, e isso é ótimo.

No entanto há muita informação, produtiva em quase todos aspectos, exceto o pensamento de Friedrich Hegel no início do texto que foi desconexa com o tema, apesar de bem retomada na proposta de intervenção.

Mas o principal problema está nos conectivos interparágrafos ausentes no segundo, terceiro e quarto (esse de maneira menos subjetiva).

Sendo assim, segue a nota:
C1:200
C2:200
C3:160
C4:200
C5:200
Nota final: 960.
Pra que título?

“Não são as crises que mudam o[…]

cassiahso ; LariLuiz Oiii Vou corrigir sua[…]

Violência nos estádios de futebol

A origem da violência dentro das torcidas or[…]

Ei, desculpa pelo atraso com o retorno. Tenho fica[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM