• Avatar do usuário
#63585
Sob a perspectiva filosófica de São Tomais de Aquino, todos os indivíduos de uma sociedade democrática possuem a mesma importância, além dos direitos iguais. Porém, essa realidade não condiz com a atualidade, visto que a má formação socioeducacional e o preconceito contribuem para a perpetuação dos negativos impactos sociais da falta de representatividade na literatura.
Diante disso, é lícito postular o deficitário modelo de ensino como impulsionador desse revés. De acordo com a professora Vera Maria Candau, o sistema educacional atual está preso aos moldes do século xx e não oferece propostas significativas para as inquietudes hodiernas. Logo, o ensino das escolas em sua grande maioria contribui nesse cenário negativo, por repassarem aos alunos sempre obras literárias dos mais famosos escritores socialmente aceitos, como os brancos privilegiados, fechando portas aos negros e dificultando a inclusão no mundo literário de novos autores. Isso permanece sempre o mesmo literato, sem a renovação e valorização de outras raças.
Ademais, a irrefutável influência da discriminação na problemática é um fator que dificulta sua resolução. Assim como Pierre Bourdieu, sociólogo francês, a sociedade incorpora pensamentos difundidos ao longo dos anos e os reproduz com naturalidade. Dessa forma, o preconceito está enraizado desde sempre na sociedade, no que se diz respeito às pessoas Lgbts, sendo mais difíceis ainda incluí-los em meio artístico pelo fato da grande maioria não quererem ler algo que seja criado por pessoas de diferentes sexualidade. Portanto, diante dessa exclusão, transmite futuramente às crianças por crescerem sem essa visão de igualdade, que essa fato seja normal e acabem por julgarem também a essas obras.
Torna-se evidente, portanto, a complexa situação que envolve as dificuldades na representatividade na literatura. Sendo assim, seria imperioso que a Secretária de educação com apoio do governo, realize a implantação de obras de escritores novos e de diferentes raças e sexualidades nas bibliotecas, por exemplo, por intermédio de divulgações em mídias, doações de livros, a fim de diminuir a discriminação das pessoas a essa representatividade e torna-se público os trabalhos de escritores independentemente de sua vida pessoal, e terem o valor que merecem.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

Desemprego. Falência. Fome. Estas palavras d[…]

A constituição Federal de 1988,docum[…]

No Brasil, cerca de 14 (quatorze) milhões d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM