Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#50534
De acordo com o filósofo alemão, Arthur Schopenhauer, nove décimos da felicidade consiste em ter saúde, o que vai de encontro com cenário preocupante dá má influência tecnológica sobre a saúde mental. Nessa perspectiva, é fundamental analisar como a tecnologia "mecanisa" o ser humano, tornando-o mais individualista e refém da vida perfeita, a qual brega, os meios digitais.

Em uma primeira constatação, é de indubitável importância compreender como a tecnologia torna frívola as relações sociais. Dado que, os indivíduos tornam-se menos atuantes no corpo social, perdem a capacidade de elaborar funções significativas no dia a dia e estão sujeitos à padronização das suas características. Nesse sentido, corrobora o conceito de modernidade líquida apresentado pelo Zygmunt Bauman, sociólogo polonês, na qual ele compara as relações atuais à líquidos. Sendo ainda, o uso excessivo de tecnologias, um fator que a longo prazo, diminui o pensamento crítico e questionador, elevado pelo inerente costume de ter respostas e soluções prontas na internet.

Outrossim, é interessante ressaltar as consequências do uso tecnológico em demasia sobre à capacidade comunicativa do homem. Como abordou Émile Durkheim, sociólogo francês, o homem é um "animal bestial" que só se torna humano à medida que se torna sociável. Tendo em vista, que os indivíduos buscam seja em redes sociais, seja em plataforma de entretenimento online, a felicidade não encontrado em suas vidas "reais" , esses deixam para trás a interação humana, fundamental à sua constante evolução. Percebe-se então, a vida compreendida acerca de equipamentos tecnológicos, em detrimento de momentos ao ar livre e convivência entre amigos e familiares. Resulta disso, a solidão e sentimentos de infelicidade, quando comparado a ideais de perfeição propagadas no meio virtual.

Depreende-se, portanto, que a tecnologia tem provocado o surgimento de doenças psicossomáticas e o relevável retardamento da inteligência humana. Diante disso, cabe ao governo federal,em parceria com as mídias digitais, criar um projeto de conscientização a respeito dos impactos tecnológicos sobre saúde mental. Por meio de campanhas, elaborar seminários virtuais, ministrados por especialistas em saúde mental, contando ainda, com depoimentos de pessoas que desenvolveram doenças psíquicas,em viés da tecnologia. Tal projeto, deve contar com um programa de alerta em torno do tempo passado em frente a tela de instrumentos digitais. Somente assim, os indivíduos irão dispor da plena felicidade descrita por Schopenhauer.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 133

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 167

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 147

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#50689
Olá!! Esse texto está muito bom, meus parabéns! Tirei pontos apenas da C1 pois achei os erros um tanto gritantes para passar em branco, mas de resto, você está no caminho certo :D :D


De acordo com o filósofo alemão, Arthur Schopenhauer, nove décimos da felicidade consiste em ter saúde, o que vai de encontro com [o] cenário preocupante dá [da] má influência tecnológica sobre a saúde mental. Nessa perspectiva, é fundamental analisar como a tecnologia "mecanisa" [mecaniza] o ser humano, tornando-o mais individualista e refém da vida perfeita, a qual brega [prega?], [sem vírgula] os meios digitais.

Em uma primeira constatação, é de indubitável importância compreender como a tecnologia torna frívola [frívolas]. Concorda com relações sociais] as relações sociais. Dado que, os indivíduos tornam-se menos atuantes no corpo social, perdem a capacidade de elaborar funções significativas no dia a dia e estão sujeitos à padronização das suas características. Nesse sentido, corrobora o conceito de modernidade líquida apresentado pelo Zygmunt Bauman, sociólogo polonês, na qual ele compara as relações atuais à [sem crase] líquidos. Sendo ainda, o uso excessivo de tecnologias, um fator que a longo prazo, diminui o pensamento crítico e questionador, elevado pelo inerente costume de ter respostas e soluções prontas na internet.

Outrossim, é interessante ressaltar as consequências do uso tecnológico em demasia sobre à [sem crase] capacidade comunicativa do homem. Como abordou Émile Durkheim, sociólogo francês, o homem é um "animal bestial" que só se torna humano à medida que se torna sociável. Tendo em vista, [sem vírgula] que os indivíduos buscam [,] seja em redes sociais, seja em plataforma de entretenimento online, a felicidade não encontrado [encontrada] em suas vidas "reais" , esses deixam para trás a interação humana, fundamental à sua constante evolução. Percebe-se [,] então, a vida compreendida acerca de equipamentos tecnológicos, em detrimento de momentos ao ar livre e convivência entre amigos e familiares. Resulta disso, a solidão e sentimentos de infelicidade, quando comparado a ideais de perfeição propagadas no meio virtual.

Depreende-se, portanto, que a tecnologia tem provocado o surgimento de doenças psicossomáticas e o relevável retardamento da inteligência humana. Diante disso, cabe ao governo federal,em parceria com as mídias digitais, criar um projeto de conscientização a respeito dos impactos tecnológicos sobre saúde mental. Por meio de campanhas, elaborar seminários virtuais, ministrados por especialistas em saúde mental, contando ainda, com depoimentos de pessoas que desenvolveram doenças psíquicas,em viés da tecnologia. Tal projeto, deve contar com um programa de alerta em torno do tempo passado em frente a tela de instrumentos digitais. Somente assim, os indivíduos irão dispor da plena felicidade descrita por Schopenhauer.
#50758
JamesJames escreveu:Olá!! Esse texto está muito bom, meus parabéns! Tirei pontos apenas da C1 pois achei os erros um tanto gritantes para passar em branco, mas de resto, você está no caminho certo :D :D


De acordo com o filósofo alemão, Arthur Schopenhauer, nove décimos da felicidade consiste em ter saúde, o que vai de encontro com [o] cenário preocupante dá [da] má influência tecnológica sobre a saúde mental. Nessa perspectiva, é fundamental analisar como a tecnologia "mecanisa" [mecaniza] o ser humano, tornando-o mais individualista e refém da vida perfeita, a qual brega [prega?], [sem vírgula] os meios digitais.

Em uma primeira constatação, é de indubitável importância compreender como a tecnologia torna frívola [frívolas]. Concorda com relações sociais] as relações sociais. Dado que, os indivíduos tornam-se menos atuantes no corpo social, perdem a capacidade de elaborar funções significativas no dia a dia e estão sujeitos à padronização das suas características. Nesse sentido, corrobora o conceito de modernidade líquida apresentado pelo Zygmunt Bauman, sociólogo polonês, na qual ele compara as relações atuais à [sem crase] líquidos. Sendo ainda, o uso excessivo de tecnologias, um fator que a longo prazo, diminui o pensamento crítico e questionador, elevado pelo inerente costume de ter respostas e soluções prontas na internet.

Outrossim, é interessante ressaltar as consequências do uso tecnológico em demasia sobre à [sem crase] capacidade comunicativa do homem. Como abordou Émile Durkheim, sociólogo francês, o homem é um "animal bestial" que só se torna humano à medida que se torna sociável. Tendo em vista, [sem vírgula] que os indivíduos buscam [,] seja em redes sociais, seja em plataforma de entretenimento online, a felicidade não encontrado [encontrada] em suas vidas "reais" , esses deixam para trás a interação humana, fundamental à sua constante evolução. Percebe-se [,] então, a vida compreendida acerca de equipamentos tecnológicos, em detrimento de momentos ao ar livre e convivência entre amigos e familiares. Resulta disso, a solidão e sentimentos de infelicidade, quando comparado a ideais de perfeição propagadas no meio virtual.

Depreende-se, portanto, que a tecnologia tem provocado o surgimento de doenças psicossomáticas e o relevável retardamento da inteligência humana. Diante disso, cabe ao governo federal,em parceria com as mídias digitais, criar um projeto de conscientização a respeito dos impactos tecnológicos sobre saúde mental. Por meio de campanhas, elaborar seminários virtuais, ministrados por especialistas em saúde mental, contando ainda, com depoimentos de pessoas que desenvolveram doenças psíquicas,em viés da tecnologia. Tal projeto, deve contar com um programa de alerta em torno do tempo passado em frente a tela de instrumentos digitais. Somente assim, os indivíduos irão dispor da plena felicidade descrita por Schopenhauer.
Suas colocações em relação à C1 me ajudaram muito. Vou me esforçar mais nessa área, muito obrigada :D

A constituição federal de 1988, docu[…]

Olá, irei corrigir sua redaçã[…]

Condições Sanitárias do Brasil

não há como corrigir as condiç[…]

XxDamastco poderia dar uma olhadinha na minha r[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM