• Avatar do usuário
#80737
A partir do século XIX o voto se tornou um direito inerente a toda população, deixando de ser um privilegio da classe elevada. Entretanto, no Brasil hodierno, esse panorama de progresso não se instalou isento de percalços, visto que a falta de consciência eleitoral, afeta cada vez mais a povo. Dessa maneira, torna-se premente analisar as principais consequências dessa problemática: a carência na educação politica e a descrença nos candidatos.
Diante desse cenário, é licito postular que o deficitário conhecimento politico é um impulsionador direto da inconsciência votante. A respeito disso, segundo o filosofo Kant, "o ser humano é aquilo que a educação faz dele", o que evidencia a importância :) da informação na constituição humana. Em contrapartida, ao analisar o contexto brasileiro, nota-se que muitos indivíduos desconhecem a importância da politica e do voto individual. Assim, por conta da ausência de conhecimento acerca do tema, os brasileiros não dão a devida importância a politica e ao sufrágio. Desse modo, fica evidente que investir na educação eleitoral e governamental é pertinente para superar a crise politica.
Ademais, fica explicito que a pouca confiança que a população tem nos candidatos é um sustentáculo da falta de consciência politica. Isso porque, segundo a Antropologia básica a confiança é a base das relações. Assim, fica claro que quando esse elo entre a população e o candidato é quebrado as relações deles são afetadas. Evidencia-se, assim, que a desconfiança entorno dos candidatos é um problema a ser superado para erradicar o problema em discussão.
Em suma, a falta de consciência politica e eleitoral é um complexo desafio contemporâneo e é preciso ser combatido. Dessarte as instituições escolares - responsáveis pela educação e formação do pensamento crítico da população - devem procurar aumentar a capacidade de interpretação e julgamento diante das questões politicas. Isso pode ser por meio de materiais adicionais, palestras e materiais didáticos sobre politica, de modo claro , visando aprimorar o raciocínio individual. Nesse sentido, atenuar-se-á, a longo prazo, os impactos nocivos da pouca consciência politica e eleitoral que afeta os brasileiros atualmente.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Redação ENEM 2021

chicao KarllaViit EuDavila Eumesmaoxi Ped[…]

Olá, alguém poderia corrigir? 😊 @An[…]

Na novela Avenida Brasil, é visto um exempl[…]

Você poderia dar uma nota para minha reda&cc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM