Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Victor015sp
#57699
Evasão escolar. Riscos para a saúde. Menores oportunidades. Esses são impactos que
caracterizam o problema da gravidez precoce na sociedade brasileira, uma vez que tal
acontecimento traz inúmeras consequências para a vida dos adolescentes. Dessa forma, observa-se
que a gravidez na adolescência reflete um cenário desafiador, seja em virtude da falta de empatia,
seja pela base educacional.
Em primeiro plano, evidencia-se que a falta de empatia é um grande responsável pela
complexidade do problema. Na obra "Modernidade Líquida", Zygmunt Bauman defende que a
pós-modernidade é fortemente influenciada pelo individualismo. A tese do sociólogo pode ser
observada de maneira específica na realidade brasileira, no que tange aos impactos da gravidez
precoce, pois o individualismo faz com que o adolescente se sinta sozinho e desorientado, o que
pode gerar evasão escolar, falta de perspectiva e até mesmo impactos negativos para o crescimento
da criança. Portanto, essa liquidez que influi sobre a questão funciona como um forte empecilho
para sua resolução.
Em consequência disso, surge a questão da base educacional, que intensifica a gravidade do
problema. Sendo assim, o filósofo Schopenhauer defende que os limites do campo de visão de uma
pessoa determinam seu entendimento a respeito do mundo. Isso justifica outra causa do
problema: se os adolescentes não têm acesso à informação séria sobre os impactos da gravidez
precoce, sua visão será limitada, o que dificulta a erradicação do problema.
Por tudo isso, faz-se necessária uma intervenção pontual no problema. Então, é preciso que
o Ministério da Educação, em parceria com o Conselho Federal de Psicologia do Brasil, desenvolvam
"workshops", em escolas, sobre a importância da empatia para o enfrentamento de problemas
sociais e dos impactos da gravidez precoce. Tais atividades devem ser direcionadas aos alunos do
Ensino Médio, porém, o evento pode ser aberto à comunidade jovem. Além disso, podem ser
ofertadas atividades práticas, como dinâmicas e dramatizações, a fim de tratar o tema de forma
lúdica, para que se dê a conscientização dos impactos que tal acontecimento pode acarretar.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A Carta Magna de 1988, documento( ESTÁ CORR[…]

Ashiley Geralcinoj sixthero Anna01 Jenif[…]

Um claro exemplo da falta de empatia e da desumani[…]

Valorização do idoso

De acordo com o sociólogo Émile Durk[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM