• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#64775
Na novela "Malhação Sonhos" exibida pela globo em 2014-2015, a personagem Mari, interpretada por Maria Luiza, descobre que está grávida com apenas 17 anos. Nesse contexto, vale o comparativo com a realidade de muitas meninas, pois a gravidez na adolescência em questão no Brasil é um grave problema social. Dessa forma, deve-se analisar que a falta de informação no âmbito familia junto com condições de vulnerabilidade social são os principais empecilhos que dificultam a solução do impasse.

Primeiramente, cabe avaliar que a ausência de discussões sobre sexualidade por parte da família é um dos fatores para a continuidade do aumento nos casos de adolescentes grávidas no Brasil. "Minha mãe vai me matar", " Vou ser expulsa de casa" são recorrentes frases ditas por meninas desesperadas que enfrentam a gravidez antes da vida adulta. Visto isso, a comunidade brasileira incorporou essa imposição e infelizmente naturalizou um enorme tabu quando o assunto sexo. Isso é notório, à medida que 625.750 de garotas abaixo de 19 anos se tornaram mães no ano de 2014, apenas no Estado de São Paulo, segundo o site Acidadeon. 

Outrossim, a partir da frase do Economista Roberto Campos, a qual dizia “Tudo o que se pode fazer é administrar as desigualdades, buscando igualar as oportunidades”, analisa-se que o Brasil, que está entre as dez maiores economias do mundo, falha em promover igualdade, pois, apesar de ser um país rico, é notório o número de pessoas marginalizadas. Por conseguinte, tal negligência resulta em jovens vulneráveis, na medida em que eles não têm acesso a uma educação de qualidade, o que impossibilita uma perspectiva em relação ao mercado de trabalho. Para exemplificar, no Brasil cerca de 83% das adolescentes que são mães precocemente não estudam e nem trabalham, conforme o levantamento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios em 2013.

Portanto, é preciso que o Ministério da Educação, através do Fundo Nacional de Desenvolvimento e da Educação, crie um projeto de prevenção à gravidez, no qual consistirá a adição da matéria sobre educação sexual na grade curricular, além de um fórum virtual para que a família junto aos alunos tenham o direito de opinar e dar ideias para tais aulas, com o intuito de envolver a comunidade no combate à problemática. Ademais, cabe aos hospitais, postos de saúde facilitar o acesso dos jovens a métodos contraceptivos, sendo possível criar um dia específico para tal distribuição. Só assim, será possível evitar que no Brasil, tenhamos mais casos como o de Mari.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#64794
aparecida123 escreveu:@eurodrigo , @Ashley algum de vocês poderia corrigir minha redação por favor?? :D
Assim que possível! :D
#65130
Correção de redação - ENEM
@aparecida123 - GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA EM QUESTÃO NO BRASIL

A1, A2 e retomadas (tese)
Elementos temáticos
Ótimo! Muito bem!
Poderia ser melhor
Erro (desvio)
Adicionar
Confuso (não está claro)
Repetição
Desnecessário
Conectivos e operadores argumentativos
Repertório e/ou material sociocultural
Elementos da proposta

Na novela "Malhação Sonhos", exibida pela globo em 2014-2015, a personagem Mari, interpretada por Maria Luiza, descobre que está grávida com apenas 17 anos. Nesse contexto, vale o comparativo com a realidade de muitas meninas, pois a gravidez na adolescência em questão no Brasil é um grave problema social. Dessa forma, deve-se analisar que a falta de informação no âmbito familiar (A1 antecipado) junto com condições de vulnerabilidade social (A2 antecipado) são os principais empecilhos que dificultam a solução do impasse.
➜ Top! Não tenho muitas objeções, na verdade, achei interessante a maneira sintetizada em que você trabalhou a sua tese.

[Evite o uso de operadores de prioridade > Primeiramente, cabe avaliar que a [retomada do A1 (falta de informação familiar) > ausência de discussões sobre sexualidade por parte da família é um dos fatores para a continuidade do aumento nosdos casos de adolescentes grávidas no Brasil. (ausência de conectivo)"Minha mãe vai me matar", "Vou ser expulsa de casa" (senso comum) são recorrentes frases ditas por meninas desesperadas que enfrentam a gravidez antes da vida adulta. Visto isso, a comunidade brasileira incorporou essa imposição e infelizmente naturalizou um enorme tabu quando o assunto é sexo. [melhorar conectivo > Isso é notório, à medida que 625.750 de garotas abaixo de 19 anos se tornaram mães no ano de 2014, apenas no Estado de São Paulo, segundo o site Acidadeon. (ausência de finalização)
➜ Gosto da sua forma de escrever e percebo que você não segue modelos prontos ou algo do tipo. Entretanto, a sua argumentação, em certos pontos, para o leitor, pode soar como genérica. Você deveria ter explicado o que, de fato, é ausente no convívio familiar. "Discussão sobre sexo", ok, mas qual? Em relação a preservativos? Cuidados? Alertas? É preciso exemplificar melhor a defesa da sua tese. Porém, de todo modo, compreendi o seu ponto de vista e achei a argumentação - por mais que rasa em alguns momentos - bacana. Ah, não utilize repertórios no final do parágrafo. Esse tipo de material deve aparecer antes do argumento, já que ele serve como exposição para, assim, uma contextualização. ;)

Outrossim, a partir da frase do Economista Roberto Campos, a qual dizrelata: “Tudo o que se pode fazer é administrar as desigualdades, buscando igualar as oportunidades”, analisa-se que o Brasil, que está entre as dez maiores economias do mundo, falha em promover igualdade, pois, apesar de ser um país rico, é notório o número de pessoas marginalizadas. Por conseguinte, tal negligência resulta em jovens vulneráveis, na medida em que eles não têm acesso a uma educação de qualidade, o que impossibilita uma perspectiva em relação ao mercado de trabalho (Qual a relação dessa falta de perspectiva com a gravidez na adolescência?). Para exemplificar, no Brasil cerca de 83% das adolescentes que são mães precocemente não estudam e nem trabalham (Por quê? Cuidam dos filhos? Cuidam da casa? Não possuem psicológico? Oportunidades? Explique!), conforme o levantamento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios em 2013. (ausência de finalização)
➜ Argumentação rasa. Qual a relação da falta de perspectiva do mercado de trabalho com a gravidez na adolescência? Não ter essa visão mercantil gera a gravidez precoce? Como isso acontece? Por quê? Você deixou totalmente vago esses espaços, que precisam ser preenchidos com informações. Não adianta trazer repertórios e não contextualizá-los. Lembre-se: repertórios servem como exposição e devem aparecer antes de argumentos para, assim, haver produção e legitimação.

Portanto, (ausência de retomada) é preciso que o Ministério da Educação (AGENTE), [substituir por "por meio de" > através (MEIO DA AÇÃO) do Fundo Nacional de Desenvolvimento e da Educação, crie (AÇÃO) um projeto de prevenção à gravidez, no qual consistirá a adição da matériadisciplina sobre educação sexual na grade curricular, além de um fórum virtual para que a família junto aos alunos tenham o direito de opinar e dar ideias para tais aulas (DETALHAMENTO DA AÇÃO), com o intuito de (FINALIDADE DA AÇÃO) envolver a comunidade no combate à problemática. Ademais, cabe aos hospitais, e postos de saúde facilitarem o acesso dos jovens a métodos contraceptivos, sendo possível criarcriando um dia específico para tal distribuição. [melhorar conectivo > Só assim, será possível evitar que, no Brasil, tenhamos mais casos como o de Mari.
➜ Os 5 elementos estão presentes! Boa conclusão! Atente-se apenas aos comentários - relacionados à estrutura sintática e construções melhoráveis - no espelho. :!:

Nota :!:
C1 (160)
C2 (200)
C3 (160)
C4 (160)
C5 (200)

Material de estudo recomendado :mrgreen:


#65133
eurodrigo escreveu:Correção de redação - ENEM
@aparecida123 - GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA EM QUESTÃO NO BRASIL

A1, A2 e retomadas (tese)
Elementos temáticos
Ótimo! Muito bem!
Poderia ser melhor
Erro (desvio)
Adicionar
Confuso (não está claro)
Repetição
Desnecessário
Conectivos e operadores argumentativos
Repertório e/ou material sociocultural
Elementos da proposta

Na novela "Malhação Sonhos", exibida pela globo em 2014-2015, a personagem Mari, interpretada por Maria Luiza, descobre que está grávida com apenas 17 anos. Nesse contexto, vale o comparativo com a realidade de muitas meninas, pois a gravidez na adolescência em questão no Brasil é um grave problema social. Dessa forma, deve-se analisar que a falta de informação no âmbito familiar (A1 antecipado) junto com condições de vulnerabilidade social (A2 antecipado) são os principais empecilhos que dificultam a solução do impasse.
➜ Top! Não tenho muitas objeções, na verdade, achei interessante a maneira sintetizada em que você trabalhou a sua tese.

[Evite o uso de operadores de prioridade > Primeiramente, cabe avaliar que a [retomada do A1 (falta de informação familiar) > ausência de discussões sobre sexualidade por parte da família é um dos fatores para a continuidade do aumento nosdos casos de adolescentes grávidas no Brasil. (ausência de conectivo)"Minha mãe vai me matar", "Vou ser expulsa de casa" (senso comum) são recorrentes frases ditas por meninas desesperadas que enfrentam a gravidez antes da vida adulta. Visto isso, a comunidade brasileira incorporou essa imposição e infelizmente naturalizou um enorme tabu quando o assunto é sexo. [melhorar conectivo > Isso é notório, à medida que 625.750 de garotas abaixo de 19 anos se tornaram mães no ano de 2014, apenas no Estado de São Paulo, segundo o site Acidadeon. (ausência de finalização)
➜ Gosto da sua forma de escrever e percebo que você não segue modelos prontos ou algo do tipo. Entretanto, a sua argumentação, em certos pontos, para o leitor, pode soar como genérica. Você deveria ter explicado o que, de fato, é ausente no convívio familiar. "Discussão sobre sexo", ok, mas qual? Em relação a preservativos? Cuidados? Alertas? É preciso exemplificar melhor a defesa da sua tese. Porém, de todo modo, compreendi o seu ponto de vista e achei a argumentação - por mais que rasa em alguns momentos - bacana. Ah, não utilize repertórios no final do parágrafo. Esse tipo de material deve aparecer antes do argumento, já que ele serve como exposição para, assim, uma contextualização. ;)

Outrossim, a partir da frase do Economista Roberto Campos, a qual dizrelata: “Tudo o que se pode fazer é administrar as desigualdades, buscando igualar as oportunidades”, analisa-se que o Brasil, que está entre as dez maiores economias do mundo, falha em promover igualdade, pois, apesar de ser um país rico, é notório o número de pessoas marginalizadas. Por conseguinte, tal negligência resulta em jovens vulneráveis, na medida em que eles não têm acesso a uma educação de qualidade, o que impossibilita uma perspectiva em relação ao mercado de trabalho (Qual a relação dessa falta de perspectiva com a gravidez na adolescência?). Para exemplificar, no Brasil cerca de 83% das adolescentes que são mães precocemente não estudam e nem trabalham (Por quê? Cuidam dos filhos? Cuidam da casa? Não possuem psicológico? Oportunidades? Explique!), conforme o levantamento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios em 2013. (ausência de finalização)
➜ Argumentação rasa. Qual a relação da falta de perspectiva do mercado de trabalho com a gravidez na adolescência? Não ter essa visão mercantil gera a gravidez precoce? Como isso acontece? Por quê? Você deixou totalmente vago esses espaços, que precisam ser preenchidos com informações. Não adianta trazer repertórios e não contextualizá-los. Lembre-se: repertórios servem como exposição e devem aparecer antes de argumentos para, assim, haver produção e legitimação.

Portanto, (ausência de retomada) é preciso que o Ministério da Educação (AGENTE), [substituir por "por meio de" > através (MEIO DA AÇÃO) do Fundo Nacional de Desenvolvimento e da Educação, crie (AÇÃO) um projeto de prevenção à gravidez, no qual consistirá a adição da matériadisciplina sobre educação sexual na grade curricular, além de um fórum virtual para que a família junto aos alunos tenham o direito de opinar e dar ideias para tais aulas (DETALHAMENTO DA AÇÃO), com o intuito de (FINALIDADE DA AÇÃO) envolver a comunidade no combate à problemática. Ademais, cabe aos hospitais, e postos de saúde facilitarem o acesso dos jovens a métodos contraceptivos, sendo possível criarcriando um dia específico para tal distribuição. [melhorar conectivo > Só assim, será possível evitar que, no Brasil, tenhamos mais casos como o de Mari.
➜ Os 5 elementos estão presentes! Boa conclusão! Atente-se apenas aos comentários - relacionados à estrutura sintática e construções melhoráveis - no espelho. :!:

Nota :!:
C1 (160)
C2 (200)
C3 (160)
C4 (160)
C5 (200)

Material de estudo recomendado :mrgreen:


Muito obrigada!! você arrasa nas correções :)
#65135
aparecida123 escreveu:Muito obrigada!! você arrasa nas correções :)
Valeu! Espero que eu tenha a ajudado de alguma forma. Sucesso! 💖

cassiahso , nossa...MUITO OBRIGADAAA❤❤❤❤❤ de na[…]

País dos sonhos

O escritor Stefan Zweing devido à persegui&[…]

Igualdade social

Como o título tudo diz ,não só[…]

Alienação parental no Brasil

A Declaração Universal dos Direitos […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM