• Avatar do usuário
#68441
No período da Primeira Revolução Industrial, em meados do século XVIII, os trabalhadores não desfrutavam de direitos trabalhistas essenciais, como jornadas de trabalho que respeitassem suas humanidades, chegando a 14 horas por dia. Considerando essa reflexão, atualmente, os direitos trabalhistas que foram conquistados ao longo das décadas encontram-se ameaçados pela flexibilização dos direitos do trabalho, que pode levar ao retorno à precarização do trabalho, similar. Por isso deve-se refletir sobre as causas da problemática: os interesses econômicos e a falta de informação.

Em primeiro plano, os interesses econômicos que envolvem a flexibilização do trabalho abrem margem para relações de trabalho mórbidas. Nesse sentido, o sociólogo Zygmunt Bauman afirmou que o capitalismo é um sistema parasitário que prospera enquanto um organismo lhe fornece alimento. Seguindo essa lógica, quando os direitos trabalhistas são minimizados em detrimento da competitividade empresarial e do lucro, a maior desvantagem está a favor do trabalhador. Logo, medidas devem ser tomadas para alterar essa realidade desigual.

Além disso, o desconhecimento desses direitos é algo que impede essa alteração de realidade. Por esse ângulo, de acordo com o filósofo grego, Platão, é indispensável reconhecer o uso que se deve fazer do conhecimento. Contudo, esse ainda é o cenário vivenciado em terras brasileiras, visto que muitos indivíduos desconhecem os seus próprios direitos em relação ao trabalho. Isso pode ser constatado, por exemplo, no âmbito da contratação de para realizar serviços domésticos, em que diversas delas não têm suas carteiras de trabalho assinadas, apesar de existirem leis que garantem esse benefício.

Portanto, pode-se inferir a necessidade de mitigar a problemática. Para isso acontecer, compete o Ministério Público do Trabalho, o dever de realizar palestras informativas, através das mídias sociais, como o "YouTube", com a finalidade transmitir o conhecimento sobre os direitos da classe trabalho, assim essa parcela da população terá subsídios para não permitir que os interesses econômicos não estejam além de sua humanidade, similar ao que ocorria nas indústrias do século XVIII.

Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Sabemos que a meritocracia na sociedade brasileira[…]

Olá! Alguém poderia me auxiliar por[…]

Frequentemente, comenta-se muito a respeito da que[…]

Sabemos que a meritocracia na sociedade brasileira[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM