Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
Por Sammyy
#51565
A Constituição Federal de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê, em seu artigo 217, o direito à práticas desportivas, formais e não formais, como inerente a todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática quando se observa que parte da população, por vários motivos, não praticam, no mínimo, um esporte. Diante dessa perspectiva, faz-se imperiosa a análise dos fatores que favorecem esse quadro.

Em uma primeira análise, deve-se ressaltar a ausência de medidas governamentais para promover a inclusão de pessoas ao esporte. Nesse sentido, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 62,1% da sociedade não tem acesso à espaços poliesportivos, sendo que pessoas com alguma deficiência física ou mental, tem esse percentual agravado. Essa conjuntura, segundo o filósofo contratualista John Locke, configura-se como uma violação do "contrato social", já que o Estado não cumpre com a sua função de garantir aos cidadãos direitos indispensáveis, como o esporte e o lazer.

Ademais, é fundamental apontar o monopólio midiático do futebol desvalorizando as demais modalidades, como impulsionador desse problema no Brasil. Vê-se o futebol como o esporte mais popular e comentado no país, e mesmo que indiretamente, induzindo as pessoas à acharem que só há ele. Assim, quem renega esse esporte fica na situação de achar que não há nenhum outro. Logo, é inadmissível que esse cenário continue a perdurar.

Infere-se portanto, a necessidade de combater esses problemas. Para isso, é imprescindível que o governo, por intermédio do Ministério do Esporte, crie uma lei que garanta especificamente a inclusão das pessoas com deficiência no esporte, além de investir em programas de incentivo ao desporto. Cabe também as mídias sociais, promoverem projetos de cunho social e novas táticas de distribuição de informação sobre modalidades além do futebol, a fim de popularizá-las. Assim, tornar-se-á possível a construção de uma sociedade permeada pela efetivação dos elementos elencados na Magna Carta.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

muito obrigada!! É minha primeira reda&cced[…]

É notório que o estigma associado &a[…]

No caso da conclusão a finalidade e o detal[…]

alguém pode me enviar a foto da folha de re[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM