Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#55258
“Não afirmo que o inimigo do Brasil é o capital estrangeiro, mas também não afirmo que por ser estrangeiro é melhor e mais amigo”Herbert José de Sousa. Analisando o pensamento do sociólogo Betinho e relacionando-o com a imigração dos jovens cérebros, nota-se que por proporcionar aos jovens novas experiências e valorizar o trabalho dos brasileiros, o exterior acaba , infelizmente, prejudicando o Brasil levando seus talentos. Assim, mostra-se relevante pensar no êxodo da mão-de-obra qualificada como resultado do desemprego e desvalorização do real no país.
Primeiramente é importante destacar que muitas pessoas se formam, mas não trabalham dentro da sua área ou têm cargos inferiores. Isso porque as sucessivas crises econômicas enfrentadas pelo país e concentração dos alunos em poucas áreas como administração, saúde e direito, limitam as vagas no mercado de trabalho. A prova disso recai nos 40% dos formandos que não têm emprego qualificado,ou seja, 525,2 mil jovens graduados que estão em ocupações que não exigem ensino superior em 2020, informa o G1.
Ademais, cabe ressaltar que 91% dos brasileiro têm vontade de morar fora do país. Esse contexto envolve, novamente, as crises econômicas, transendo com ela a queda do real brasileiro que, inclusive, teve o pior desempenho no mundo e uma desvalorização de 29,6% em 2020, de acordo com o site G1. Sendo assim, torna-se urgente reconhecer que esse processo resultou em uma busca cada vez maior por uma melhor condição de vida e emprego fora, principalmente nos EUA, Canadá e Reino Unido.
Portanto, com o objetivo de minimizar o êxodo da mão de obra qualificada é dever do Estado tomar providências do quadro atual, organizando projetos para a valorização e melhor aproveitamento do real, por meio do controle financeiro, cortando custos desnecessários como os exorbitantes valores do auxílio paletó. Outrossim, cabe ao Ministério da educação orientar e apoiar os estudantes para todas as áreas e profissões a partir de uma reformulação do sistema educacional. Somente assim os jovens passarão a valorizar e ver que o país realmente se importa com eles.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

No Brasil, os mais velhos são considerados […]

Desde os incentivos à expansão da po[…]

Inspirado no Facismo e no líder polí[…]

A constituição federal de 1988, docu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM