Avatar do usuário
Por francis
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#2443
desconversa.com.br escreveu:

A fome é a escassez de alimentos que atinge um número elevado de cidadãos tanto no Brasil quanto no mundo. Atualmente, mesmo com os avanços tecnológicos e sociais, milhões de pessoas ainda sofrem com esse problema no nosso país. Há inúmeras causas que contribuem com a falta de acesso à alimentação. Dentre elas, podemos até destacar as naturais. No entanto, são os próprios seres humanos os maiores responsáveis por esse fenômeno.

Em primeiro lugar, é importante ressaltar os fatores que contribuem para esse mal. Um deles é o crescimento econômico, insuficiente para acabar com a pobreza no país. Isso acontece, principalmente, devido à concentração de renda, que faz com que perpetue a desigualdade social, gerando a fome. Além disso, devemos destacar a instabilidade política, a má administração dos recursos públicos e a injusta estrutura fundiária, que impossibilitam o acesso dos trabalhadores aos meios de produção e concentram as terras nas mãos de poucos. Ademais, as próprias causas naturais, como clima, desastres ambientais, pragas e inundações, são responsáveis por acentuar o problema da fome, principalmente nas regiões Norte e Nordeste, apesar de não serem tão expressivas quanto a ação humana.

Qualquer tentativa, minimamente séria, de atacar os problemas da fome e da pobreza deve considerar as suas mais profundas causas. Esse diagnóstico aponta, necessariamente, para a urgência de um amplo processo de redistribuição da riqueza nacional, e essa não é, evidentemente, uma tarefa que possa ser deixada para o mercado. Ao contrário, a experiência internacional mostra que só se resolve o problema com a ação firme e planejada do Estado. As políticas públicas de combate à fome e pobreza não devem, portanto, se restringir a compensar os efeitos de um modelo econômico concentrador. Deve-se romper com a artificial separação das áreas econômica e social.

Fica claro, portanto, que as políticas de promoção da segurança alimentar devem ser pensadas como parte de um projeto alternativo de desenvolvimento, que tenha como eixo central a promoção de um crescente processo de inclusão social. Então, o Governo deve repensar projetos sociais a curto prazo, reformulando antigas iniciativas, como o Fome Zero e o Bolsa Família, além de, a longo prazo, pensar em outras formas de distribuição de renda e reforma agrária. Quanto à sociedade, cabe a solidariedade, principalmente por meio de campanhas de doações, em parceria com a mídia e as ONGs. Só assim acabaremos com um problema que, ainda no século XXI, mata pessoas diariamente.

Experimente corrigir uma redação para ver como você aprenderá MUITO mais...
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
107 Exibições
por bia1r
0 Respostas 
95 Exibições
por bia1r
0 Respostas 
68 Exibições
por kaylene
0 Respostas 
70 Exibições
por romeumorais
0 Respostas 
25 Exibições
por Mary123456
0 Respostas 
89 Exibições
por Leticia07
4 Respostas 
210 Exibições
por Josseane
0 Respostas 
79 Exibições
por Mariaflor
0 Respostas 
125 Exibições
por emyembia
0 Respostas 
78 Exibições
por DaniloJ
Descaso de uma sociedade

Des de muito tempo, poucas pessoas da sociedade t&[…]

É certo que a tecnologia já faz part[…]

No Brasil a prática da automedicaç&a[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM