Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Laryssasouza
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#57290
A constituição de 1988,documento jurídico mais importante do país,prevê em seu artigo 6°,o direito a educação,como inerente à todo brasileiro.Conquanto,tal prerrogativa não tem se reverberação com ênfase na prática quando se observa a evasão escolar no Brasil,dificultando,deste modo,a universalização desse direito social tão importante,diante dessa perspectiva faz-se imperiosa a análise em relação a desigualdade econômica e a ausência de conciliação entre o estudos e o trabalho que favorecem esse quadro.
Em primeiro lugar,é importante destacar que de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) 20% dos estudantes de 14 a 29 anos,não terminam algumas etapas escolares,ressaltando a desigualdade no país.Segundo o educador Paulo Freire “Se a educação sozinha não transforma a sociedade,sem ela tão pouco a sociedade muda" frisando a importância da educação na sociedade ,entretanto esse direito,é infelizmente escasso para uma pequena parcela da população brasileira.
Ademais,é fundamental apontar a ausência da consolidação entre os estudos e o trabalho como impulsionador do abandono escolar.Segundo o documentário “Fora de serie" produzido por um grupo de pesquisa Observatório jovem do Rio de Janeiro,através de entrevistas com estudantes do EJA(educação de jovens e adultos) ,alguns participantes relataram que muitos estudantes lutam diariamente para conciliar o trabalho com os estudos .Diante do tal exposto o MEC (Ministério da educação)60% dos jovens em algum momento da vida,enfrentou esse desafio.Logo é admissível que esse cenário continue.
Entende -se,portanto a necessidade de combater esse obstáculo.Para isso acontecer,os gestores escolares podem reavaliar a metodologia pedagógica,afim de motivar os alunos.Assim se consolidará uma sociedade mais eficiente ,onde “a educação transforme a sociedade” tal como afirma Paulo Freire.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma mediana, pouco consistente, proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.

Avatar do usuário
Por jherodrigues
Quantidade de postagens
#59375
A constituição de 1988,documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6°, o direito a educação, como inerente à todo brasileiro. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberação com ênfase na prática quando se observa a evasão escolar no Brasil, dificultando, deste modo, a universalização desse direito social tão importante. Diante dessa perspectiva faz-se imperiosa a análise em relação a desigualdade econômica e a ausência de conciliação entre o estudos e o trabalho que favorecem esse quadro.

Em primeiro lugar, [faltou apresentar o argumento primeiro] é importante destacar que de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) 20% dos estudantes de 14 a 29 anos, não terminam algumas etapas escolares ,ressaltando a desigualdade no país. Segundo o educador Paulo Freire “Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tão pouco a sociedade muda" frisando a importância da educação na sociedade, entretanto esse direito, é infelizmente escasso para uma pequena parcela da população brasileira.
* Muito repertório, não argumentou

Ademais, é fundamental apontar a ausência da consolidação entre os estudos e o trabalho como impulsionador do abandono escolar. [não repetir conectivo > Segundo o documentário “Fora de série" produzido por um grupo de pesquisa Observatório jovem do Rio de Janeiro, através de entrevistas com estudantes do EJA (educação de jovens e adultos), alguns participantes relataram que muitos estudantes lutam diariamente para conciliar o trabalho com os estudos. Diante do tal exposto o MEC (Ministério da educação)60% dos jovens em algum momento da vida, enfrentou esse desafio. Logo é admissível que esse cenário continue.
* Você está inserindo dois repertórios e não argumentando. Só precisa de um repertório pra comprovar o seu argumento. No lugar do segundo repertório você deveria argumentar o primeiro

Entende-se, portanto a necessidade de combater esse obstáculo. Para isso acontecer, os gestores escolares podem < não gerar sentimento de dúvida, use "devem"] reavaliar a metodologia pedagógica, a fim de motivar os alunos. Assim se consolidará uma sociedade mais eficiente ,onde “a educação transforme a sociedade” tal como afirma Paulo Freire.
* A intervenção deve ter agente + ação + meio + finalidade + detalhamento

:D Segundo Paul Atson, co- fundador da Greenpeace […]

O isolamento social durante a pandemia de covid-19[…]

camis23 adorei a correção, concert[…]

No livro, "Os sete maridos de Evelyn Hugo&quo[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM